twitter
RSS

[Resenha] Manhã de núpcias - Lisa Kleypas

>> segunda-feira, 6 de abril de 2015


“Deixe-me zelar por seus sonhos. E saiba que amanhã de manhã, e em todas as manhãs depois disso, você acordará perto de alguém que a ama.”

Manhã de Núpcias é o quarto e penúltimo livro da série Hathaways. Os primeiros livros narraram sobre a história de amor das irmãs Amelia, Win e Poppy ( você pode conferir suas resenhas aqui o Menina, no link ao final da resenha) Agora vamos conhecer a história do apaixonante Leo Hathaway.

A história de Léo, lorde Ramsay , se você parar para observar, vem sendo desenvolvida desde o primeiro livro da série, "Desejo ao Amanhecer". Sua personalidade e os detalhes sobre sua vida foram sendo desvendados a cada livro de suas irmãs. Passei da raiva e vontade de que ele sumisse, a paixão inveterada por esse homem fictício. Ao chegar ao seu livro eu torcia fervorosamente por uma bela história,uma mocinha digna dele, (que a essa altura eu já sabia que se trataria da sra Marks) e desejava muito que Léo conseguisse se entregar ao amor e ser feliz verdadeiramente.

Como falei na resenha de Tentação ao pôr-do-sol, a Lisa trouxe no livro anterior muitas cenas e embates entre esse casal, que só fez aguçar nossa curiosidade e fazer com que nos perguntássemos como esse romance se desenvolveria.

O personagem de Léo  mudou muito, amadureceu tanto no decorrer da série, que fez com que neste livro ele realmente fosse um lorde, desejado por muitas de nós. Em Tentação ao por-do-sol conhecemos um pouco do passado da governanta Marks e descobrimos qual o segredo que ela esconde, agora é possível entender e compreender o motivo de tantas inseguranças, mentiras e segredos.  E depois de saber sobre tudo isso, Léo muda sua forma de tratar a Marks.

Na verdade, Léo já vem durante um tempo olhando a governanta com olhos diferentes, pois percebeu uma grande mudança em Catherine. Ela engordara um pouco, suas bochechas estavam com mais cor,  tinha deixado de pintar os cabelos e estava com sua cor natural mostrando cachos dourado claros. Leo perceptivo como ele é, começa a observar tudo isso, a se interessar e desejar cada vez mais a Catherine.

A grande peça chave que motiva esse livro e ajuda a deslanchar esse romance é que Leo se vê confrontado com a necessidade de casar e reproduzir um herdeiro para que seu título e propriedade não sejam retirados de seu poder, pois o conde anterior, em seu testamento impôs uma condição para que seu sucessor mantivesse o título e os bens herdados. O mais assustador é que ele tem apenas um ano para realizar tudo isso. E o nosso mocinho após seu dilema em perder seu grande amor para uma terrível doença, jurara que jamais iria se apaixonar novamente. Como ele resolve isso então? Isso você tem que ler para saber, mas já digo que não poderia ser diferente do "jeito Leo de ser".

Com uma personalidade muito forte e marcante, Leo nos leva a dar risadas com todas as suas tiradas e suas respostas sempre tão espertas. Seus diálogos e comentários são de longe os melhores de toda a série, pois além de extremamente inteligente, ele tem um sarcasmo muito próprio arrancando suspiros e boas risadas durante a narrativa. Por ser um libertino assumido, suas respostas não são mensuradas antes de serem proferidas, dando assim uma espontaneidade verdadeira que torna o personagem ainda mais adorável e real.

A Marks me irritou algumas vezes com sua teimosia, mas entendo o quanto ela teve que lutar sozinha diante das circunstancias que viveu, até chegar onde chegou. E minha implicância talvez seja porque para mim Léo é um mocinho perfeito demais!hahaha
A química entre Léo e Catherine sempre foi boa, mas as faíscas se tornaram fogo e tudo ficou ainda melhor. Achei esse livro mais sensual, com cenas de sexo mais detalhadas do que os livros anteriores da série. E eu confesso que adorei isso. Uma história cheia de respostas inteligentes, diálogos divertidos e romance ( suspiros). Com dois protagonistas de personalidade forte e tão bem desenvolvidos, a cada página virada a risada é garantida e muitos suspiros são inevitáveis.
"E de fato aquilo fazia sentido: quando uma mulher era fácil e receptiva, não representava nenhum desafio. Mas levar Catherine para a cama, fazer a coisa toda durar um bom tempo, torturá-la até ele implorar e gritar... isso seria divertido."
Acredito que dentre os quatro primeiros livros, esse talvez seja o melhor escrito. Continuo com Tentação ao por-do-sol como meu preferido, mas não há como não amar ainda mais Leo Hathaway e parabenizar a Lisa por nos manter mais uma vez cativos a essa família maravilhosa. E na próxima vez voltarei com a resenha do livro da queridíssma Bea, o último da série (lágrimas já querem rolar).

Série Família Hathaway

1. Desejo à meia-noite
2. Sedução ao amanhecer
3. Tentação ao pôr-do-sol
4. Manhã de Núpcias
5. Paixão ao entardecer

Bjos e até a próxima.



PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL