twitter
RSS

[Resenha] Ps: Ainda amo você - Jenny Han

>> quinta-feira, 8 de junho de 2017



"Não dá para ser próximo de alguém de verdade enquanto existem segredos entre os dois."

Em janeiro do ano passado eu trouxe para vocês a resenha do livro Para todos os garotos que já amei , da autora Jenny Han e tentei expressar o quanto tinha gostado desse livro e hoje venho falar de P.s. Ainda amo você (Intrínseca, 2016, 304p), sua sequência. Tenho que avisar que por ter sua história intrinsecamente ligada ao primeiro livro, começando exatamente do tempo em que o livro anterior terminou, tentarei não expor detalhes, mas possivelmente a resenha conterá alguns spoilers e poderá estragar a surpresa da leitura.

Em Ps, depois de nos deixar com o coração na mão com o final de Para todos os garotos que já amei, Jenny Han nos traz uma  Lara Jean que tenta aprender como lidar agora com seu namoro  de mentira com Peter que se transformou em algo real. Vai descobrir que nem tudo é tão fácil e romântico como pensava. Sabemos que não é uma tarefa fácil, ainda mais quando a ex fica circulando em volta e faz questão de sempre causar intrigas para desestabilizar o casal.  

Nesse segundo livro, a autora apenas completou a conquista pelo meu coração de uma forma definitiva, simples e inexplicável. Acho que tem a ver com a naturalidade com que a Jenny escreve e fez com que as coisas que aconteceram nele (e foram muitas) ficassem bem encaixadas. Tanto é que a Lara Jean amadurece muito e eu dou o mérito à ausência da Margo, pois ela passou a caminhar com as próprias pernas, tropeçando algumas vezes no caminho, mas sempre determinada a ser uma pessoa forte, sem desapontar ninguém. Principalmente aqueles a quem ela ama.


E mesmo com altos e baixos nas novas descobertas da Lara, tudo segue de forma aceitável até ela e Peter começarem a se desentender por causa da estreita amizade que ele ainda possui com Genevieve. Lara quer confiar em Peter porque ele é uma boa pessoa (e honesta por tudo que já demonstrou em seus atos) mas é em Genevieve (a maldita sombra da ex- namorada) ela não confia e é aí que a insegurança faz morada.
É então que no meio desse turbilhão de novas sensações que um personagem citado no livro anterior e que foi muito importante numa determinada fase da vida de Lara reaparece. Os sentimentos passam a ficar confusos e um novo dilema tem que ser enfrentado por nossa heroína. E nesse momento, o título do livro que para mim parecia claramente ter sido escolhido pela relação de Lara com Peter, já me faz pensar que era algo muito mais amplo que a autora queria expressar. Você ja se perguntou quando foi exatamente o ponto em que deixou de gostar de alguém e passou a gostar de outra? E deixou de gostar mesmo?

"As pessoas entram e saem da nossa vida. Durante uma época, são seu mundo; são tudo. E, um dia, não são mais. Não dá para saber por quanto tempo vamos tê-las por perto."
A Jenny é tão incrível (e eu não me canso de elogiá-la) porque ela tem o dom de transformar um potencial clichê adolescente em uma obra quase educativa. Lara Jean está passando por tanta coisa nova, como ajudar uma irmã pré-adolescente a lidar com os dilemas particulares da fase, passar por uma crise no seu recente namoro, a reaparição de uma pessoa que foi importante na sua vida e que não fazia ideia do quanto ainda gostava dele. Além de tudo isso ainda tem que lidar de forma bem madura com um cyberbullying e a Jenny retratou sobre o machismo na nossa sociedade de forma brilhante, mostrou o quão importante é o apoio da família nesses casos e o solucionou de forma muito delicada. 

"A sociedade está sempre pronta para envergonhar a mulher por gostar de sexo e aplaudir o homem. É ridículo como são dois pesos e duas medidas."

Em contrapartida temos a caçula Kitty que está mais esperta e crescida do que nunca, com seu gênio forte e independência nata que não consegue entender como Lara Jean pode ficar dividida, pois ela tem seu favorito e deixa isso muito claro para Lara Jean. Acontecem muitas coisas legais e também tensas no livro e quando você se dá conta o livro ja terminou. E você pensa, "calma Jenny escreve mais, não termina tudo assim não, ainda não posso me separar dessa história." Apesar de ter gostado muito de como o ciclo foi fechado, de como a Lara decidiu seus problemas, eu queria mais. Minha curiosidade sobre esses personagens ainda não tinha sido aplacada e a autora não nos decepciona. Decidiu escrever Agora e para sempre, Lara Jean. e assim meu coração fica mais calmo e esperançoso de que tudo irá seguir seu ritmo como foi até agora e de que tudo vai ser concluído com a maestria que a autora já nos provou que possui.


"Talvez as coisas muito, muito boas não sejam feitas para durar tanto tempo; talvez seja o que as torna mais doces, o fato de serem temporárias."

Essa frase parece ser para mim e minha dificuldade na despedida dessa série não é?! Ainda preciso dizer que recomendo?  Em breve volto com mais emoções da Lara Jean e sua turma.

Ps: Excepcionalmente essa resenha foi construída a quatro mãos por mim e minha companheira Lailie, porque como em varias outras coisas em nossas vidas, também dividimos amor por essa serie!

Bjo e até a próxima















PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL