twitter
RSS

[Resenha] Mar de Rosas - Nora Roberts

>> terça-feira, 23 de setembro de 2014



"Sabia exatamente que tipo de amor queria, um amor que se infiltra nos ossos, se enraíza no coração e floresce no corpo. Queria um amor que durasse para sempre."
Mar de rosas ( Editora Arqueiro, R$ 29,90, 288 páginas) é o segundo livro de uma série da Nora Roberts chamada Quarteto de noivas, onde o primeiro livro Álbum de casamento já foi resenhado aqui no Menina por mim ( resenha aqui). Como explicado na resenha anterior, a série conta a história de quatro amigas: Mackensie, Emma, Laurel e Parker, que quando eram crianças passavam horas brincando no jardim e imaginando como seria um dia de casamento perfeito para elas. Anos mais tarde, criam então uma empresa de organização de casamentos chamada Votos e passam a realizar os sonhos de outras mulheres, onde cada uma, de acordo com suas habilidades, cuida de uma parte da empresa. 

O primeiro livro foi focado na história da Mackensie (a Mac) que é a fotografa da empresa e nesse livro vamos nos deliciar (sim a palavra que melhor define a leitura desse livro) com a história da Emma, a florista da Votos e o Jack, arquiteto e amigo há anos das quatro mulheres.

A Emma é responsável por tudo que envolve flores na organização de um casamento, os arranjos das mesas, decoração do altar, o buquê da noiva e de suas damas. Tudo é feito delicadamente e com um cuidado impar! A Emma simplesmente ama o que faz e dessa forma tudo flui naturalmente e dá certo sempre. Ela é uma mulher romântica que acredita no amor para sempre, nos contos de fada onde o casal se ama de forma incondicional. Tem como exemplo de vida o duradouro e feliz casamento de seus pais. Mas apesar de ser sensível e sonhar com esse homem que ela possa amar para sempre, a Emma não é boba e nem se guarda para esse homem ideal. Ela é bem resolvida nesse quesito, tem encontros amorosos e namorados como qualquer mulher, apenas sabe que não se contentaria com pouco. (Eu confesso que me identifiquei muito com a Emma, fui assim até encontrar o meu príncipe... Sou romântica incurável, mas com pés no chão e sempre soube o que eu merecia...)

O Jack é um cara encantador no sentido mais extenso da palavra. É um arquiteto bem sucedido que honra seus compromissos e não tem medo acordar cedo para trabalhar e passar o dia inteiro em uma obra. É carinhoso, extrovertido, trabalhador e lindo! 

Sinceramente eu estava muito ansiosa pela leitura desse livro, pois li sua sinopse (algo que não costumo mais fazer, devido aos spoilers) e eu adoro livros que contam historias de amigos que se apaixonam, que estavam lá lado a lado, o tempo todo e não enxergavam que o amor que estava esperando ser descoberto. A Emma e o Jack se conhecem há muito tempo, pois Jack é o melhor amigo de Del, irmão da Parker. Eles sempre se trataram com muito companheirismo, carinho fraternal e amizade sincera. Ambos se sentem atraídos um pelo outro, mas devida a sólida amizade que tem, nunca deram vazão a esse sentimento. Até porque a amizade deles é entrelaçada ao convívio com seus amigos, eles são muito unidos e participam ativamente da vida do outro. E isso poderia gerar uma complicação sem tamanho...

Até o dia em que o desejo fala mais forte e Jack e Emma se beijam. Depois disso vem o diferencial para mim nesse livro, pois Emma, ao contrário de muitas mocinhas que já conheci nessa vida literária, mesmo estranhando esse novo nível da amizade deles, tenta entender o que esta acontecendo. Ela não foge do que está sentindo e não se engana achando que isso não acontecerá nunca mais. Mas ao mesmo tempo os dois receiam estragar essa amizade de tantos anos e que envolvem os seus outros amigos também. E tem ainda um outro fator relevante que impede a relação dos dois, eles são bem diferentes. 
A Emma é sonhadora e quer um final feliz. Já o Jack é um lindo homem super prático, que não pensa em romance e relacionamentos duradouros, é feliz com sua vida de solteiro e não quer nada mais além disso. Mas mesmo com tudo isso pesando eles arriscam um relacionamento e esse é o ponto forte do livro, o que para mim deu o toque mágico e colocou esse livro na minha lista de bons livros. A forma como o namoro deles vai se construindo, como a amizade continua prevalecendo mesmo com o novo olhar do desejo entre os dois. Eles conversam o que pensam, são bem humorados e riem juntos, são cuidadosos um com o outro, de uma forma natural como os bons relacionamentos devem ser, como pessoas que se dizem mais apaixonadas e declaram isso não tem.

As duvidas existem e inseguranças, é claro, e em determinado momentos as neuras surgem e os assustam a ponto de entrarem num conflito onde tem que decidir qual cominho definitivo a seguir, superando seus receios e traumas. Mas isso é normal em qualquer relacionamento, independente de como foi iniciado e a forma como tudo se conclui não poderia ter sido melhor...
"O amor pode ferrar bastante com você antes que descubra como conviver com ele. E uma vez que você descobre, fica se perguntando como conseguiu viver até ali sem ele.”
Outra coisa que me deixou muito feliz com esse livro, um fator que me cativa tanto nessa serie é que o pano de fundo ou na verdade a trama principal é a amizade, que independente do casal em questão e seu romance, a relação entre esses amigos, principalmente as meninas é algo tão bonito e tão raro. A Nora trabalha tão bem a construção desse forte elo entre as quatro amigas, suas rotinas, as conversas simples, que não há como não desejar ter uma amizade assim também. Adoro quando elas se provocam, como se entendem e se apoiam uma na outra. E nesse segundo livro isso foi demonstrado de forma tão forte, tão evidente.
Mas também tem algo que me incomodou em Álbum de casamento e me incomodou ainda mais em Mar de Rosas: as várias descrições sobre o trabalho delas na Votos. São tantos detalhes descritos, tantos relatos sobre como se montar um buquê e qual cor e modelo de flor escolher para um arranjo, que cheguei a pensar se a Nora estava aproveitando e dando uma dica para quem quer montar uma empresa como a das personagens. Isso é desnecessário, tira o foco da historia e da relação do casal que poderia ter tido mais pontos abordados se páginas não tivessem sido gastas para esses detalhes. 

Mesmo assim entre livro anterior e Mar de rosas, sem dúvidas esse é o que mais gostei! Torci pela Emma, me apaixonei pelo Jack e já falei lá em cima que romance entre amigos é o meu fraco não é?! Também me diverti mais com as meninas e conheci mais um pouco de suas personalidades, nele também temos mais um pouco do fofo do Carter (e isso é sempre bem vindo.. hahaha).
Mar de Rosas é um livro delicioso de se ler, que nos faz ansiar por romance, por amor, pelo seu par ideal, por amigos verdadeiros... 

E mesmo cada livro tendo seu casal principal diferente, é imprescindível que a série seja lida na ordem. Abaixo vocês podem conferir a capa (as capas são maravilhosas) do próximo livro, que contará a história de Del e Laurel. Já li Bem-casados e na próxima semana a resenha dele será postada aqui!
"Viver comigo. Acordar comigo, plantar flores para mim e provavelmente me lembrar de regá-las. Vamos fazer planos e mudá-los à medida que o tempo for passando. Vamos construir um futuro. Vou lhe dar tudo o que eu tiver e, se precisar de mais alguma coisa, vou buscar e lhe dar também."




Bjos e até a próxima.














PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL