twitter
RSS

[Resenha] Não é só uma história de amor- Mariana Sampaio

>> quarta-feira, 19 de outubro de 2016



Olá Pessoas!! Tudo bem com vocês? 

Caraaaaca!!! Que setlist é essa que este livro tem, Senhor?!!! Prometo que ele vai ser o livro do próximo mês da coluna Música & Livros aqui do blog. São muitas músicas boas em um mesmo lugar.

Mas vamos aos livro, Não é só uma história de amor é o romance de estreia da Mariana Sampaio {se você foi uma adolescente na era do orkut sabe de quem eu estou falando. Afinal, a Mariana ditava tendências. Família Sampaio e aquela websérie da Forma Turismo no Youtube foram uma das coisas que eu mais marcaram na época. Confesso que quando eu vi o nome dela como autora, bateu uma nostalgia boa do anos de 2006/07/08 mais ou menos} ela é modelo, blogger, Youtuber, estudante de jornalismo e agora autora. Esse último item me surpreendeu e muito, positivamente, é claro.

A história é leve, quando vê já está no final do livro. Tem personagens bem marcantes e engraçadíssimos. Fala sobre amor, amizade, viagens, liberdade e principalmente sobre autoconhecimento. Por tantos momentos me identifiquei com a Laura sobre os questionamentos de quem sou eu, o que estou fazendo aqui, está faltando algo. Enfim, perguntas que nem sempre as respostas são fáceis de achar. Assim como a Laura eu sou totalmente Urbana, citaholic como eu costumo dizer e embora ambas tenhamos morado no interior, o sentimento de ser um peixe fora d'água é constante.

O livro tem narrativa dupla, ou seja, tem dois pontos de vista, o da Laura e o da Cláudia, mãe da Laura. O da Laura é o presente e o da Cláudia segue uma ordem cronológica dos fatos que aconteceram até chegar no momento presente. Assim podemos descobrir que a Laura e a mãe tem mais coisas em comum do que elas conseguem admitir. E por quê tem o ponto de vista da Cláudia? Porque logo no começo do livro ela solta a bomba de que Cláudia pode não ser filha de Pedro.

A sinceridade vai bater aqui, nesse momento eu achei que a Laura teve uma reação muito exagerada para alguém que até então, já tinha tido o caso como encerrado, Pedro era seu pai e ponto final. Mas compreendo. Não sei o que eu faria se descobrisse que outra pessoa tinha a possibilidade de ser meu pai. Aliás, sei sim. Agiria exatamente da mesma forma. Hahahahaha

Preciso falar se Beto gente! Meu conterrâneo, babadeiro, divo, lacrador. O Beto é uma das pessoas mais otimistas que eu já "conheci". É daquelas pessoas que a gente, se pudesse, tiraria do livro é o transformaria em real. É sincera, é amiga, é amorosa, manda real, exala boas energias, só faz o bem e o cultiva também. Não é à toa que ele e Laura são melhores amigos desde os tempos da faculdade. Alguém tinha que ser o centrado. E após ser vítima de uma armação, viu junto à sua melhor amiga a necessidade de mudarem de vida, mesmo sem saber o que fazer e nem para onde ir.

O mundo é grande e a vida passa rápido demais para ficar parado esperando o tempo passar. Por isso mesmo que eles se jogaram no mundão, ele fazendo vlogs para seu canal no YouTube e ela discotecando, SIM!!!! A Laura virou dj, já famosinha no cenário pop internacional e por tocar sempre em casas conceituadas das cidades por onde passaram. Até na Billboard ela saiu, ou seja, bombadíssima essa garota!!!

Aí vocês vão me perguntar: Mas Lailie, tem romance nesse livro não? A resposta é sim, porém, no entanto, todavia ele acontece de forma tão inusitada e ao mesmo tempo natural que no meu ponto de vista vai perder o encanto se eu contar sobre ele. Só posso dizer que apesar do mundo ser enorme, às vezes {ou muitas vezes} ele nem é tão grande assim.

Só posso complementar falando que amei a escrita da Mariana, é bem gostosa e descontraída, por muitas vezes me peguei dentro da história e conversando {e me divertindo} com o Beto, tendo um papo cabeça profundo com a Laura e dando conselhos para a Cláudia de 1985 ou para a de 1988, certamente para a Cláudia de 1992, encorajando a de 1995 e parabenizando a de hoje.

Eu sei que falei pouco sobre o Pedro, mas ele é tão amor que faltam palavras para descrevê-lo. Quem for ler o livro vai entender, acho que no fundo nós precisamos ser pelo menos 1% do que o Pedro é para que a nossa vida tenha equilíbrio, quando as coisas forem muito mais turbulentas do que o que gostamos de fingir costume.

Enfim, é isso... Espero que tenham gostado, um beijo enorme e até a próxima!!  






















PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL