twitter
RSS

Especial: Dia do Amigo!

>> segunda-feira, 20 de julho de 2015


Hoje, 20 de Julho, Segunda- Feira... Porém, é Dia do amigo! [êêêê...]
Deu até para tirar aquela nhaca ziquenta digna da Segunda né?!  Um dia muito significativo para mim e para a maioria das pessoas.  Assim como nossos pais, as crianças, os namorados, as mulheres... Nós amigos, também temos direito a um dia para receber homenagens, um abraço bem apertado daqueles que importam, de verdade.
Então, baseado nisso vou fazer um Top 6 de Melhores Bromances Literários:

P.S.: Leia ouvindo essa playlist que eu montei para vocês ouvirem com os amigos (e se não for possível ouvir com eles, assim como eu. Escuta pensando nos momentos maravilhosos que passaram juntos): 



*Para quem prefere o Spotify ao Youtube, clique aqui para ouvir por lá.

6- Harry, Hermione e Rony (Saga Harry Potter, J.K. Rowling)



Não sou fã de HP, mas confesso que acho lindo esse “triângulo amigoso” entre eles que começou no primeiro livro e foi até o último. Esse companheirismo passando por todos os períodos da Escola, aquele tipo de amizade real que começa na infância e não importa o que aconteça, a gente mantém para vida.  

5- Nastya e Drew (Mar da Tranquilidade, Katja Millay)



A amizade mais improvável, porém uma das mais bonitas e sinceras que eu já li. Aquele tipo de relação onde eles seriam um casal perfeito, se suas vidas fossem do jeito que eles aparentavam. E o melhor é que os dois percebem a farsa um do outro e se acobertam, fortalecendo o elo entre eles. 

4- Cami e Trent (Bela Distração, Jamie McGuire) 



Como Cami tinha um namorado, Trent sempre foi afim dela, mas contentou em ser apenas amigo dela, por respeito ao namoro dela. Formaram uma bela amizade, pois mesmo com os impecilhos, sempre estavam um pelo outro. Até o dia que o namorado viaja e por consequência do momento se beijam... Porém, como ela ainda achava que gostava do namorado, tenta ficar com ele após o ocorrido. E contou-o sobre o beijo dela e de Trent, mas foi então que ela percebeu que já não estava mais apaixonada pelo namorado e sim por Trent. E algumas romances começam exatamente assim. 

3- Will e Jem (Trilogia As Peças Infernais, Cassandra Claire)  



O amor e amizade que Will e Jem sentem um pelo outro é tão verdadeiro, tão natural, tão intenso que em momento algum se nota rivalidade entre os dois, em disputa pelo amor de Tessa.
Na verdade, terei que abrir um parênteses bem grande aqui sobre esses dois, pois nessa série eu conheci uma das relações mais sinceras e forte que eu já vi ser desenvolvida em um livro. Para mim, isso é o fator que mais teve importância na série, mais que o amor que os dois sentem pela Tessa, mas que o perigo que Mortmain traz. São deles as cenas mais bonitas que li e culpo eles por muitas lágrimas que derramei, é como se o laço parabatai tivesse tornado-os um só, duas metades que se completam. A Cassandra foi muito sábia ao retratar essa relação tão rara.

2-Michael e Sam (Príncipes encantados também viram sapos, Megan Maxwell)



Esse foi um das melhores histórias de amigos que eu já li. Aquele tipo de amizade que a gente conhece desde a infância e leva para vida, um era tudo o que o outro tinha. Eles moraram até chegar à faculdade, em um orfanato no Havaí. Fizeram faculdade de direito juntos e quando Sam decidiu ir para NY atrás do amor da sua vida, levou Michael junto. Sam casou, abriu um escritório de advocacia com Kate (a esposa) e o melhor amigo, digo irmão, ali junto com ele.  Até quando a vida de Sam virou do avesso, Michael permaneceu ao lado dele. Sam se separou, voltou para o Havaí e óbvio que Michael não deixaria o melhor sozinho nessa nova jornada e foi também, largando o emprego no escritório em NY. Já no Havaí novamente, eles abriram um escritório de advocacia juntos, cuidaram dos filhos pequenos de Sam com verdadeira maestria e jogo de cintura. Eles foram de melhores amigos para irmãos e por fim, “maridos”. Brincadeira gente.  Mas quem leu, viu ou quem for ler, vai ver que eles mesmos brincam com isso.

1-Tully e Kate (Amigas para Sempre, Kristin Hannah)




Eu me atrevo a dizer aqui que esse foi o melhor livro sobre a amizade que eu já li. Pode até haver outros melhores que esse, mas não para mim. Kristin nesse livro queria deixar bem marcado o significado do termo amizade. O que somos capazes de fazer por aquela outra pessoa que está com a gente seja lá para o que for e em quais condições for. Tully e Kate se conheceram aos 14 anos, quando Tully foi morar na rua de Kate junto com a mãe, uma viciada em drogas que sumia de tempos em tempos. No entanto, não é tão logo que as duas viram amiga não, Kate é uma pessoa muito tímida, não tem amigos, mas muito amorosa. Já Tully seu oposto, era linda, alegre, tinha muitos colegas, era popular no colégio. Até o caminho delas se cruzaram e uma verdadeira e linda amizade surgiu a partir daí. Tornaram-se inseparáveis. Tully ajudou Kate a descobrir sua própria beleza e a enfrentar seus medos e Kate deu a Tully o que ela mais precisava que era uma família. Elas planejaram o futuro, ambas iam fazer jornalismo e serem repórteres, até quando Tully precisou voltar a morar com a avó a amizade delas não estremeceu. Foram pra faculdade juntas, até que começaram a trabalhar e Kate viu que Jornalismo não era o que ela queria... Passado um tempo Kate se casou, teve filhos e Tully cada vez mais buscando o lugar dela ao Sol. A amizade entre as duas deu uma estremecida, mas no momento mais difícil da vida de Kate, Tully estava ali ao lado dela, cumprindo a promessa que fizeram quando tinham 14 anos: Não importa o que aconteça, seremos sempre TullyeKate, juntinho assim mesmo pra ver como somos inseparáveis.
  

E esse foi o Top 6 de hoje, espero que tenham gostado. Eu prometi a mim mesma que não iria me emocionar ao falar sobre esse assunto, mas confesso que está sendo difícil... Porque quem tem amigos tem tudo. Mesmo que estejamos longe, mesmo que a gente não se fale todos os dias ou toda hora, isso não significa que somos menos amigos, pelo contrário acredito que a distância é um fator fortalecedor das amizades. Engraçado que a vida tem dessas coisas né?! Quando a gente cresce, somos obrigados a ficar "adultos", aí vem a faculdade e depois todas as ocupações dessa nova vida e é quando percebemos que não vamos estar mais juntos sempre que podíamos, como antes. Esse ano nenhum dos meus melhores amigos vão estar por perto, não estava percebendo isso até agora e sei lá, é estranho, principalmente quando eles são uma extensão da sua família. 
Então, deem valor aos seus verdadeiros amigos, e vocês sabem quem são. Eles são raros de encontrar e acreditem, nos piores e/ou nos melhores momentos serão os que estarão ali ao seu lado para te apoiar.

E falando em amigos... Vou dividir os créditos do post de hoje com todos os meus amigos, que sempre que podem vem olhar as coisas que eu posto. Mas principalmente à Mara, que dividiu o top comigo. À Gabi por me ajudar com as características de dois personagens. E à Bá que me ajudou citando algumas músicas boas para ouvir com os amigos.  À todos vocês meu muito obrigada <3

Obrigada à vocês também leitores e amigos. Um beijo enorme e até a próxima!
























PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL