twitter
RSS

[Coluna] Livros que se tornam filmes

>> segunda-feira, 26 de janeiro de 2015


Hello Guys!! Já estava aqui com saudades de vocês... Parece que faz um tempão que eu fiz o último post de 2014 da Coluna né?! Pois bem, agora cá estou eu novamente para abrir os trabalhos de 2015!! 

Hoje estou um pouco nostálgica e fiquei muito na dúvida sobre qual filme eu falaria nesse post e como foi difícil a escolha (rolou até um mini sorteio hahahahahahahahaha) acreditem! E acabou o mistério, o escolhido de hoje é um filme que eu simplesmente AMO, não tem outra palavra pra descrevê-lo. Então com vocês... ~imaginem o som dos tambores rufando nessa parte~


Eu tenho um profundo apego por esse filme, ele é daqueles que eu assisto mil vezes e não consigo me cansar nunca! Primeiro porque juntaram Meryl Streep e Anne Hathaway, (eu tinha mais ou menos uns 11/12 anos quando lançaram) e pronto simplesmente fiquei fascinada com as duas trabalhando juntas, embora já fosse fã delas.

O filme começa girando em torno da Andy, personagem da Anne que parece ter caído de pára-quedas na cosmopolita e intensa Nova York. Recém-formada na faculdade de jornalismo, ela se muda para a Big Apple ao lado do namorado Nate e sai em busca de um emprego. Até que, depois de muita procura, ela consegue uma entrevista na badalada revista de moda Runway Magazine, comandada pela impetuosa e obcecada editora Miranda Priestly, personagem da Meryl. Considerada a Dama de Ferro da moda mundial.

Mesmo sem nunca ter ouvido falar da revista ou da famosa editora, ela consegue o emprego, em razão de seu "excelente currículo e de seu discurso sobre a ética de trabalho" como afirmado pela própria Miranda. Porém há um problema nesse novo emprego dela: o fato dela entender absolutamente nada de moda, é nitidamente visível que ela não tem a menor experiência no assunto. O que me fez sentir um pouco de dó dela no começo, por ter virado motivo de piada entre os colegas de trabalho. Mas com muita dedicação (paciência) ela muda o visual, se torna uma workaholic nas mãos da chefe.

Só que ela está deixando as coisas que ela gosta na vida, de lado. Como por exemplo, o namorado com quem mora e os amigos, para ser uma profissional digna do respeito de Miranda, se é que ela conhece essa palavra né?!


Agora deixa eu falar da personagem que eu mais gosto no filme: MIRANDA! Sério, eu fiquei fascinada por ela, na época (até hoje). Porque ela impõe respeito, não gosta fala, se é bom ela fala. Ela é objetiva. E o que muitas pessoas acabam por não gostar dela, é justamente isso. Ela é dura? É, e muito. Só que a posição que ela ocupa mascara muito sobre a vida pessoal dela e na minha opinião, esse é o fantástico do personagem. Com uma vida aparentemente "glamurosa", digamos que "perfeita", quem desconfiaria que debaixo daquela casca, existia uma mãe, uma esposa com crises no casamento? Ninguém! Até Andy ir à casa dela e descobrir essas coisas. E o melhor disso tudo é que ela não se deixa abater, muito pelo contrário. E quando Andy descobre que a revista está passando Miranda pra trás, tenta dar um jeito de avisá-la, mas para sua surpresa ela já sabia...

E aí que Andy percebe que aquele emprego, aquele mundo, nada daquilo do que ela estava envolvida era o que realmente sempre quis fazer na vida. Então, ela larga tudo, numa viagem à Paris. Onde vai embora sem se despedir, em busca da sua realização profissional.

Lembro que na época eu achei ela maluca por fazer isso, quem larga um emprego dos sonhos como aquele dela, em busca de uma realização? Pois bem, como disse anteriormente a primeira vez que eu vi esse filme era bem nova. Porém a cada vez que eu fui assistindo, fui entendendo melhor a Andy e atualmente eu acho que todo mundo que está insatisfeito com o trabalho, com a faculdade, com o relacionamento com o qual se encontra, deveria colocar na balança pra ver se vale a pena desistir ou não. Ou fazer que nem a Andy  fez e usar a coragem pra recomeçar...



E para quem não sabe (o que eu acho meio difícil) esse filme é uma adaptação do livro intitulado com mesmo nome, da autora  Lauren Weisberger. Que teve uma experiência de trabalho muito semelhante à de Andrea. Ao sair da universidade, foi trabalhar como assistente de Anna Wintour, lendária editora da Vogue americana. Esse livro foi lançado aqui no Brasil em 2004 pela Record.

Então meus amores, espero que tenham gostado do post de hoje. Um beijo enorme pra vocês!!!















PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL