twitter
RSS

Peça-me o que quiser - Megan Maxwell

>> segunda-feira, 16 de setembro de 2013



Meu Deus! Adoro vê-lo sorrir!
- Posso provar sua trufa?
- Claro.
E, quando que ele vai dar uma mordida na trufa que tenho nas mãos, eu a aproximo da minha boca, a esfrego em meus lábios e murmuro:
- Já pode provar.
Pág. 167


A Suma de letras enviou um kit brinde, sem livro, mas com o capítulo 1. Preciso dizer que fiquei doida pra ler? Minha sorte foi que ganhei  esse livro durante a Bienal, então não fiquei esperando muito tempo, rs. Eu gosto muito de livros hot, mas hot com conteúdo, além, é claro, do cunho erótico. Por sorte, Peça-me o que quiser tem!

Judith mora sozinha, possui um gato, mas em matéria de amor não se deu bem. Ela trabalha como secretária numa grande empresa, sua chefa é ‘carne de pescoço’ (uma versão de Miranda Priestly). E ainda descobre que a chefa anda tendo um caso tórrido de sexo no escritório com o secretário do presidente da empresa. Presidente que ela nunca conheceu... já que o presidente anterior faleceu e o filho assumiu o comando e ainda não apareceu na sucursal espanhola.

E Judith encontra Eric Zimmerman na pior hora, quando o elevador para e eles ficam presos por algum tempo. Quando ela descobre que ficou meio histérica no elevador, tagarelando sem parar e o alemão em questão era o presidente da empresa... vergonha é pouco para o que ela sentiu. Mas Eric se divertiu no pouco tempo no elevador com Judith e está disposto a descobrir mais sobre ela.

Vamos combinar, ele não aceita não como resposta e ela vai jantar com ele. Judith é aquela mocinha de família, calma, educada, gosta de sexo baunilha. Mas Eric, ele gosta de desafios (não que Judith não goste) e explorar o sexo ao máximo. Ele gosta de ménage, de swing, ele adora a depravação.

Judith fica chocada com os gostos dele, e desiste. A relação nunca dará certo. Mas ele tem uma proposta: você conhece um pouco do meu mundo, do que me excite e em troca, eu só faço com você o que você quiser. E Judith se deixa ir ao embalo, ela só não aceita sado (nada parecido com 50 tons de cinza), mas isso por que ela não sabia que outras coisas poderiam ser piores, como...

Peça-me o que quiser é, sobretudo, uma história de amor. Uma história de amor sobre duas pessoas totalmente diferentes, mas que – por amor – vão tentar encontrar um caminho para fazê-lo dar certo. O livro tem várias cenas eróticas, claro, é um livro do gênero. Porém não é uma história sobre sexo gratuito e sim sobre as preferências do casal e como isso irá interferir na relação entre eles.

Gostei bastante, tanto que li em 2 dias. A história é gostosa, dá vontade de socar o Eric, no início, depois ele é só amor, à medida que faz de tudo para que Judith não o abandone e o aceite como ele é. E o final terminou de uma forma curiosa. Curiosa do tipo: Quero ler já o próximo volume!

Falando no próximo volume, adorei a tática da Suma  - semelhante ao que a Intrínseca fez com a trilogia 50 tons de cinza -, publicar os volumes a cada dois meses.  Série lançada de ano em ano é horrível, ao menos no meu caso, porque preciso reler o volume anterior para relembrar os pequenos detalhes (memória de peixinho dourado, rs).

Trilogia Peça-me o que quiser:

1. Peça-me o que quiser
2. Peça-me o que quiser, agora e sempre (lançamento previsto para novembro/2013)
3. Peça-me o que quiser ou deixe-me (lançamento previsto para janeiro/2014)


Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL