twitter
RSS

Mentiras genuínas - Nora Roberts

>> segunda-feira, 26 de agosto de 2013



Julia Summers era um desafio. Diabos, ela era um paradoxo.
Não havia nada que Paul gostasse mais do que desvendar um mistério.
Pág. 126


Uau, que livro! Mentiras genuínas é um suspense romântico. A história é complexa e a narrativa não é linear. Apesar de ter três personagens principais – Julia, Eve e Paul -, os demais personagens possuem voz própria e a todo o momento é possível perceber a mudança na narrativa. Além disso, há alternâncias entre presente e passado (flashbacks). Prepare-se para 630 páginas de puro arrebatamento. Mentiras genuínas é TOP.

Julia Summers é biógrafa e depois de seu último livro, que ficou várias semanas na lista de mais vendidos, foi contratada pela famosa (e sexagenária) atriz, Eve Benedict. Julia engravidou aos 17 anos e criou seu filho, Brandon, sozinha. Dez anos se passaram desde então e ela construiu uma carreia sólida, dando conforto para ela e o filho, mas a mudança de ares (ela irá morar na casa de hóspedes de Eve até que o rascunho do livro seja aprovado) fará bem à eles. 

Eve é excêntrica, como toda atriz bem-sucedida de sua geração. Excêntrica, rica e poderosa. Não faz nada espontâneo, tudo é minimamente calculado, desde o motivo para finalmente lançar uma biografia até a escolha da biógrafa. E ela gosta de bancar o cupido, acha Julia perfeita para seu enteado, Paul Winthrop. Eve teve vários maridos e amantes durante sua longa carreira, conhece os ‘podres’ de várias personalidades conhecidas da mídia e, por isso, ninguém estava feliz por ela querer desenterrar o passado. 

À medida que Julia entrevista Eve e as pessoas ligadas à ela, cartas ameaçadoras começam a aparecer. Mas, tal como Eve, ela não é de se intimidar e irá escrever o livro, até o fim. Ao mesmo tempo, um romance começa a surgir, Paul também é irritantemente persistente (irritantemente, aqui, é sinônimo de bom). Julia tem coisas demais para se preocupar e se apaixonar e ter o coração partido, quando for embora, não tem lugares em sua vida.

Julia faz entrevistas em duas partes, anotações e gravações. As gravações individuais, para quem ouve, não dizem muita coisa, mas juntas... é possível perceber como todos os personagens estão envolvidos. E qualquer um pode ser autor das cartas anônimas. 

A forma como Nora Roberts conduziu a narrativa de Mentiras genuínas (Bertrand Brasil, 630 páginas, R$ 50,00) é brilhante! Você conhece os personagens pelo lado de Eve e, depois, pelo lado deles próprios; assim dá para moldar o personagem, tornando-o quase palpável. Outro fator que adorei, é que nesse romance não há vez para dramas. As personagens femininas são fortes e objetivas, dando a impressão de serem inabaláveis. Claro, Nora também explora o ponto fraco de cada uma, deixando claro que elas têm sentimentos, apenas não gostam de demonstrar, como se fosse sinônimo de fraqueza.

O fato de haver duas protagonistas femininas foi interessante. Julia (28 anos) é meio pudica, enquanto Eve (67 anos) faz sexo como se bebesse água. Perto de Eve, Julia vai para escanteio, apesar do gênio parecido. Para dar maior suspense, todos os personagens têm um lado sombrio e algo a esconder: infidelidade, apostas, drogas, sexo 'não-convencional',... e por aí vai. Nenhum personagem está livre de ser o culpado do que acontecerá, nem a própria Julia.

Minha vida toda tem sido uma colcha de retalhos de eventos e personalidades. Todas aquelas espertas meias-verdades, mentiras genuínas, alinhavando-se para formar uma interessante colcha, cruzando-se, interligando-se. O interessante é que quando você puxa uma linha, a estampa inteira se altera. Até mesmo o bem que você faz tem consequências. Estou mais do que pronta para encará-las.
Pág. 157

Nossa, se você pegar um livro mais antiguinho dela e comparar com esse... como a escrita dela evoluiu! Texto elegante, enredo com detalhes, personagens profundos, trama intricada e, ainda, há um thriller como pano de fundo, não deixando a desejar como livro policial. Aposto que Nora Roberts irá surpreender alguns leitores, principalmente aqueles que apenas leram seus romances mais leves.  O ritmo é intenso e mantém a constância até a última página, com direito a vários BOOM! (escândalos) Nora Roberts é minha autora favorita, todo mundo sabe, e nem sempre ela acerta a mão, mas esse livro é demais! Corre logo pra ler.

Mentiras Genuínas será lançado em Setembro, mas o eBook já teve a venda liberada. Li, recentemente, uma matéria que dizia que Nora é a rainha dos eBooks; ela vendeu mais de 3,2 milhões de cópias digitais em 2012, mais do que qualquer outro autor, exceto por E. L. James.

PS: Derramei uma lágrima entre as páginas 526 e 528. Emoção!!!
PPS: A palavra cavalgar aparece diversas vezes, a maioria pela Eve-danadinha-Benedict.


Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL