twitter
RSS

Nocaute - Catherine Coulter

>> segunda-feira, 24 de junho de 2013




Ele se sentia como um terráqueo jogado num universo alternativo.
Uma coisa dentro dele lutava para não acreditar naquilo, exigia mais provas.
Mas o tal do Abençoado existia.
Sempre Abençoado.
Pág. 156


Catherine Coulter já escreveu mais de 60 livros e é uma escritora conhecida dos leitores de romances de banca. Na verdade, eu achava que ela só escrevia romance, sobretudo os históricos e quando a Record anunciou que lançaria Nocaute fui pesquisar imediatamente, é claro! E pessoal, ela escreve romance policial e não só isso, essa série policial já tem 17 volumes lançados! Pois é, fiquei de boca aberta também. Nocaute (Record, 406 páginas, R$ 54,90) é o 13º livro da série; até estranhei o porquê da editora começar a lançar por ele e pensei: Hum, deve ser o melhor livro da série, por isso. Mas, ao ler algumas resenhas percebi que esse não é o melhor e várias pessoas o acharam fraco demais. A cotação é mediana. De qualquer forma resolvi ler e... Vou deixar a resposta pro final! Hehe

A trama possui dois enredos em paralelo que se cruzam por causa do personagem principal dessa série, o agente do FBI Dillon Savich. E a forma pela qual as histórias são interligadas é bastante singular.

A história começa com um assalto a um banco e, por coincidência, Savich é cliente do banco e estava na agência na hora do assalto. A quadrilha é famosa e é formada por quatro pessoas, sendo duas mulheres. Só que as coisas não aconteceram como devia (para os ladrões) e só um dos assaltantes sobreviveu e pasmem, ela era adolescente! Lissy jurou vingar a morte da mãe (que não morreu por causa de Savich, mas ela a mataria de qualquer jeito). E essa vingança é uma das tramas desse livro. Savich e equipe tentando encontrar Lissy antes que ela mate mais alguém (e sim, essa adolescente é barra pesada e adora matar).

A outra trama envolve uma garotinha de 7 anos que acabou de perder o pai, que morreu na prisão. Autumn Backman e a mãe estão fugindo da “peculiar” família de seu pai. E quando falo peculiar é para não dizer bizarra. O principal perseguidor (tio de Autumn) se chama Abençoado e a quer a qualquer custo. Depois de ver com seus próprios olhos o que Abençoado era capaz de fazer, a mãe de Autumn (Joanna) fugiu com ela para uma pequena cidade, onde um parente morava, um aposentado do FBI. Ele com certeza as protegeriam. Elas só não esperavam que ele tivesse viajado, mas o detetive local prometeu ajuda-las; pena que ele não sabia o que o esperava.

Autumn tem o dom da telepatia, até então a única pessoa com quem ela se comunicava era seu pai. Com ele morto, ela precisava tentar se comunicar com alguém e ela viu um herói na tv, um herói que salvou os clientes de um banco que tinha sido assaltado. Pois é, ele mesmo. Autumn tentou se comunicar com Savich. E conseguiu!

Imagine que você está na sua cama. É meia-noite e você está dormindo. Escuta alguém lhe chamar e quando abre os olhos vê alguém, através de um vulto, falando com você. Juro que se fosse eu pensaria em fantasma e desmaiaria de medo, ou gritaria loucamente. Mas Savich não, ele conversou de boa com ela. Ok gente, nessa hora pensei: ah, isso tá estranho demais, ele nem se abalou, só teve um leve sobressalto. No decorrer da trama, à medida que vamos descobrindo os poderes paranormais da família dela, a coisa fica mais bizarra ainda, e Savich nem se abalou muito. Porém, num determinado momento Savich tipo... conseguiu se comunicar com ela, e na história tem menção a isso já ter acontecido com ele. Daí lembrei, esse é o décimo terceiro volume da série. Savich já passou por muita coisa e a autora já deve ter explicado esse lance paranormal. Quem acompanhar essa série na ordem não achará tão estranho quando eu achei.

É melhor ler na ordem? Sim, mas não necessariamente. Só precisa ler com a ‘mente aberta’, lembrar que aconteceu muita coisa na vida de Savich antes desse volume. E com isso em foco, a leitura se torna gostosa.

Catherine Coulter é uma escritora astuta e a trama é maravilhosa. Se não tivesse a coisa paranormal eu nem sentiria falta de ler lido os volumes anteriores. Tem muita ação, as duas tramas são bem desenvolvidas. Tem suspense e, um pouco de romance. Como já disse, Coulter é uma mocinha dos romances.

E apesar de parecer que eu não recomendaria esse livro, rs, eu recomendo!!! Você não se decepcionará, mas lembre-se do que avisei, ok?

FBI Thriller
1. The Cove 
2. The Maze 
3. The Target 
4. The Edge 
5. Riptide 
6. Hemlock Bay 
7. Eleventh Hour 
8. Blindside 
9. Blowout 
10. Point Blank 
11. Double Take 
12. TailSpin 
13. Nocaute
14. Whiplash 
15. Split Second 
16. Backfire 
17. Bombshell 
Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL