twitter
RSS

Invocação - Kelley Armstrong

>> segunda-feira, 21 de maio de 2012




Estava me encarando.
Como se eu fosse uma louca.
Como se eu fosse esquizofrênica.
Pág. 58


Chloe tem apenas 15 anos. É uma adolescente comum. Sua mãe morreu há alguns anos. Era apenas ela e seu pai. E uma tia, irmã da mãe, que sempre estava disponível quando ela precisava. Um dia, na escola, Chloe menstrua pela primeira vez. Finalmente. Agora sim, ela se sentia como mulher e não uma criança. Mas nesse dia, também, Chloe descobriu outras coisas.

Ainda não se sabe se devido aos hormônios, ao fato dela ter virado ‘mulher’, ela começa a ver fantasmas na escola. Ela recorda que os via quando era criança, mas quando se mudou para uma casa nova e ganhou o colar de ouro com rubi, da mãe, ela parou de vê-los e acabou se esquecendo disso.

Ver um fantasma, ainda mais um todo queimado, com um olho pendurado e pele caindo é demais para qualquer garota. Era demais para Chloe. Ela teve um surto. Berrava sem parar. Os professores tentaram fazê-la se acalmar mas, enquanto o fantasma estivesse próximo, o medo era mais forte. Ela berrava e chutava os professores. Ela queria fugir.

Depois da crise nervosa, como diagnosticaram, ela foi obrigada a estudar, por no mínimo, duas semanas numa casa de repouso especial. Casa de Lyle. Lá, os médicos disseram que ela tinha esquizofrenia, que era incurável, mas que com tratamento e medicação correta os sintomas seriam amenizados e ela teria uma vida quase normal.

Na Casa de Lyle, vivem outros adolescentes. À medida que o tempo vai passando ela descobre que a Casa não é uma casa qualquer. Aparentemente todos os adolescentes internados lá possuem algum dom paranormal e, pela primeira vez, Chloe passa a acreditar que ela não está ficando maluca, que ver fantasmas é um dom. e ela precisa aprender a controlá-lo.

Porém, a Casa de Lyle, parece a casa dos horrores. Eles medicam os pacientes para ‘curá-los’. Chloe, com a ajuda dos irmãos Simon e Derek e a nova amiga Rae, precisam fugir. Eles em um plano quase perfeito, entretanto durante a fuga, ela e Rae se separam dos irmãos. Ela precisa da ajuda da tia, a casa não é o que parece, ela precisa contar a verdade.

É quando descobre que seu mundo era uma mentira. As únicas pessoas em que ela pode confiar estão desaparecidas. Ela está presa. Precisa fugir novamente.

Invocação, de Kelley Armstrong (Novo Século, 304 páginas, R$ 34,90), é bem legal.  A leitura é super rápida. O universo fantástico é bem diversificado, temos necromante, lobisomem, feiticeiro, bruxa, xamã e até mesmo demônio. Além dos personagens principais, há os personagens secundários, mas estes não foram bem descritos. Não sabemos bem quem são e qual a função verdadeira da Casa de Lyle. E temos até uma espécie de vilã. Tori, uma das adolescentes internadas, morre de inveja de Chloe, porque todos gostam dela, inclusive Simon – por quem Tori é apaixonada

Por se tratar do primeiro volume da série, há várias informações importantes em Invocação, que deve servir de premissa para a continuação. Quem gosta de YA, certamente vai gostar dessa história. História paranormal, ação, romance em vista e uma vilã ciumenta e cruel. Uma receita que dá certo.

Trilogia Darkest Powers
1. Invocação
2. The Awakening
3. The Reckoning 

Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL