twitter
RSS

Doce Inocência - Melanie Milburne

>> sábado, 3 de dezembro de 2011


 
A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês cada um com um tema diferente.
Dezembro: Contemporâneo.




Emma March é uma enfermeira particular, preocupada com seus pacientes. Cuidava do Sr. Fiorenza e quando ele faleceu, ficou gratamente surpresa com o testamento: ela receberia metade de sua herança, incluindo a mansão secular.

Mas, tudo sempre tem um porém... Ela só receberia a herança se passasse um ano casada com seu detestável filho, Valentino Fiorenza.

Casamento de conveniência. Antipatia mútua. Nascimento de um amor.

Se não fosse pelas cenas calientes, Doce Inocência seria um autêntico ‘florzinha’.

Eu gostei da história, mas sou suspeita, adorava os florzinhas com seus homens machistas e mulheres inocentes (virgem). Como Valentino é muito rico, e seu pai também fora, ele acredita que Emma seduziu o velho para ficar com a herança e acredita que ela fará o mesmo com ele, com a diferença que ele tem vigor e irá satisfazê-la na cama, ao contrário de seu falecido pai.

Emma se sente super insultada, ainda mais quando ele pega pesado chamando-a de prostituta e vadia interesseira. Mas, ela precisasuportar tudo isso para poder pegar o dinheiro e enviar pra irmã, que está passando por um período difícil.

- Sua vadia interesseira – acusou ele. -  Juro que você não vai pensar no meu pai quando eu finalmente a levar para cama.
Pág. 52


Photobucket


PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL