twitter
RSS

Destino Aventureiro - Barbara Cartland

>> quarta-feira, 12 de outubro de 2011

 
A proposta é de tirar o fôlego. Uma maratona de livros de banca.
Um romance por mês cada um com um tema diferente.


Casamento por conveniência é um dos meus motes preferidos! Custei a encontrar um livro com esse tema, justamente porque os que encontrava já tinha lido. Lembrei-me então da estante de minha mãe. Ela adora Barbara Cartland e sempre que minha personal-sebo Carol encontra algum compra pra ela. E não é que achei um livro?!


Sinopse:

A lua se escondia ligeira atrás de uma nuvem, apagando a luz prateada das águas do lago.Olhando-a, Athina pediu aos céus inspiração para resolver um dilema que a afligia, por ter ajudado um menino a fugir do jugo do seu cruel padrasto. O marquês de Rockindale fora seu cúmplice nessa empreitada, e agora estavam sendo vítimas de uma chantagem. Para protegê-la, o marquês lhe propôs um casamento de conveniência. Mas seu coração não aceitava esse pretexto para se casar sem amor!

Assim, fiquei um pouco decepcionada, foi um noivado de conveniência e ela nem foi forçada! :(

Athina salvou o sobrinho de Denzil do espancamento. Com medo, do padrasto do menino de revoltar contra ela e tentar algo, Denzil – marquês de Rockindale – oferece noivado de mentira até que ele acerte as contas com o homem vil.

Além do que esse falso noivado lhe ajudaria numa outra inconveniência: a Rainha estava para  intitulá-lo Chefe dos Cavalariços – importante cargo que estava na sua família há gerações. Mas devido aos seus notórios casos, a Rainha deu a entender que o cargo só seria dele se ele estivesse casado ou seriamente comprometido.

Denzil matou dois coelhos com uma só paulada. No mais, Athina é linda, rica e inteligente. Que mais ele poderia querer?

Amor! Mas isso veio logo com a convivência. É um romance bem leve e agradável.

Uma coisa interessante nos romances da B.C. são as notas históricas. Sempre que me refiro a essas notas penso em formar uma hashtag: #CoisasqueAprendicomBarbaraCartland, rs.

A nota desse livro é sobre o  Chefe dos Cavalariços, que é considerado o terceiro cargo de confiança na corte, vindo depois do camareiro e do mordomo. A esposa do Chefe dos Cavalariços também ocupa posição de destaque: dama de companhia da Rainha.

Outro fator que fez B.C. ficar famosa por seus romances, como disse a Nova Cultural, é que “numa época em que a literatura dá muita importância aos aspectos mais superficiais de sexo, o público se deixou conquistar por suas heroínas puras e seus heróis cheios de nobres ideais. E ficou fascinado pela maneira como suas tramas, em cenários que vão do esplendor do palácio da rainha Vitória às misteriosas vastidões das florestas tropicais ou das montanhas do Himalaia.

Vale lembrar que o livro foi publicado em 1992 e, apesar do liberalismo, falar/ler sobre sexo ainda é tabu para alguns.

Photobucket


PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL