twitter
RSS

Depois que você foi embora - Maggie O’Farrell

>> quarta-feira, 5 de outubro de 2011




O que a gente deve fazer com todo o amor que sente por alguém que não existe mais? O que acontece com todo esse amor que restou? ...Nunca imaginei que fosse possível pensar em alguém o tempo todo, que alguém pudesse estar sempre fazendo acrobacias  dentro da minha cabeça. Qualquer outro pensamento que me ocorresse era indesejável.
Pág. 308


Resenha by Cláudia Vasconcelos:



Várias coisas passaram pela minha cabeça quando comecei a ler Depois que você foi embora, de Maggie O’Farrell (Record, 384 páginas, R$ 39,90). No início pensei que encontraria um suspense leve. Depois, que seria uma história doida. Mas quando as coisas começaram a se encaixar, fiquei completamente fascinada pelo livro, e não conseguia mais largá-lo!

O livro começa quando Alice pega um trem e vai para Edimburgo se encontrar com suas irmãs. Ao chegar à estação e se dirigir ao banheiro, ela vê algo no espelho que a deixa assombrada. É quando ela sai correndo e pega o trem de volta, sem explicar nada a ninguém. Quando chega em casa, resolve sair para comprar comida para seu gato, e quando está voltando com as compras, é atropelada e fica em coma.

Quando seu grande amor, John, morre, Alice se vê perdida, submersa em sua dor e tristeza, sem forças para seguir adiante. E é esse motivo que faz a sua família e amigos questionarem se ela de fato foi atropelada ou tentou se matar.

Percebi pela primeira vez que tudo aquilo que me deixara chocada e em que eu não queria acreditar tinha se tornado um fato sem que eu notasse: ele nunca mais voltaria. Estava morto.
Pág. 344

A história vai se desenrolando a partir daí, misturando fatos do presente, enquanto Alice está hospitalizada e algumas das suas percepções nesse estado, com fatos passados, da sua infância, seus amores, a relação com a família, enfim, da trajetória da sua vida.

Num determinado ponto, me senti tão envolvida, que simplesmente parei de me perguntar o que Alice viu no espelho, isso já não era mais tão importante quanto toda a beleza da história de seus personagens. Sim, Maggie O’Farrell entra profundamente na vida de diversos personagens, e todos, para mim, se tornaram especiais.

O final não podia ser diferente. Um livro maravilhoso, profundo, questionador. Uma história marcante, que continuou na minha cabeça muito tempo depois de eu ter lido a última linha. 


Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL