twitter
RSS

A terra tremeu? - Carmen Reid

>> segunda-feira, 19 de abril de 2010




Uma história divertida e sexy sobre as escolhas da vida contemporânea.
Family Circle.



Eva. Mulher, 42 anos, 4 filhos. Faz ioga, cuida de gatos, jardins. É vegetariana e gosta de reciclar. Tem 02 ex-maridos e nenhum amante. Três anos sem sexo e Eva está desesperada. A solução? O veterinário holandês de seus gatos.

Depois de três anos na completa abstinência, no momento em que Eva se tranca no quarto com Nils, o veterinário, são 3 horas de amor, sem interrupção. E é assim que começa ele adorável livro. Eva precisa sentir sua terra tremer. Está cansada de ser mãe, de viver só. Ela quer paixão, emoção.

Mas embora ela tenha tido 3 horas de sexo louco, quem realmente fazia sua terra tremer era seu segundo ex-marido, Joseph. Desde o primeiro momento que se conheceram que Joe fez todo seu universo estremecer, uma paixão rápida, fulminante e incontrolável.

 - Agora pode realmente dizer que teve um fim de semana de sexo pervertido - ele lhe disse enquanto faziam sexo novamente, o último da tarde de domingo enquanto o sol se punha.
Ela estava esfolada do queixo até os tornozelos, e ele também. Em cima dele no sofá, Eva mexia-se devagar, nenhum dos dois tinha certeza de que conseguiria gozar mais uma vez.

Como tudo que é bom dura pouco eles tem divergências e se separam. Eva, está solteira e está gostando. Solteira, livre, pode fazer o que quiser sem dar explicações à ninguém. E ela vai vivendo sua vidinha conformada com sua solidão.

Até o dia em que seu pai descobre um tumor, um tumor benigno. E é com essa segunda chance de vida, que seu pai resolve voltar a viver. Ele se arrependia de ter continuado solteiro após a morte da esposa, e vê que Deus lhe deu uma nova chance.

Pensando nos dizeres de seu pai, Eva reavalia sua vida e descobre que a solidão dói. A solidão é triste. E ela não quer estar só. Ela não merece ficar só.

A terra tremeu?, Carmen Reid (Bertrand Brasil, 302 pág.), é uma deliciosa comédia romântica. É um livro que nos faz refletir sobre nós, nossa vida. A solidão é mais comum do que imaginamos. Todos temos uma Eva dentro nós, por algum momento em nossa vida já sofremos de solidão.

Falta de sexo, de namorado não é solidão, é carência. Falta de amigos e parentes presentes não é solidão, é saudade. Solidão é um sentimento que vem do fundo de nós, é triste, é perverso. Mas em algum lugar existe alguém que nos fazem sentir parte de um mundo, pode ser filhos, nossos pais, um amigo, um namorado. 

Eva pensava: eu sou uma boa pessoa e estou só. Eu não mereço isso! Realmente ela não merece, ninguém merece. Mas cabe a cada um procurar uma forma de acabar com a solidão. E ela descobriu a dela, e descobriu do melhor jeito possível. Sua solução fez sua terra tremer, de felicidade, de amor. Eva nunca mais se sentirá sozinha.

Eu sou uma romântica incorrigível por natureza e fiquei torcendo por Eva,  história inteira. Uma música ficava tocando em meu ouvido, desde os primeiros capítulos, e acredito que ela traduz a mensagem que a Reid nos passa:


"Todo mundo ama um dia.
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
e no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capazDe ser feliz"


Recomendo.

Resumo:

Um divertido romance sobre uma mãe que descobre que a perfeição é uma meta inatingível

Famosa por seus romances chick-lits, Carmen Reid apresenta seu segundo livro do gênero no Brasil: A terra tremeu?. Quem se deliciou com Uma cama para três não pode deixar de ler essa engraçada trama sobre uma mulher moderna que tem que se dividir entre a maternidade, o trabalho e os problemas da vida.
Eva Gardiner é uma mulher descolada que mora ao norte de Londres e tem quatro filhos: Denny (22), Tom (20), Anna (9) e Robbie (2). Ela adora passar horas cuidando de seu jardim e fazer ioga para desestressar do emprego de oficial de condicional.
E quando tudo já parecia uma confusão na vida de Eva, Tom anuncia a gravidez de sua namorada e a intenção dos dois em se casar. Além disso, o garoto decide ir atrás de seu pai – que abandonou Eva após a falência de seus negócios – para convidá-lo para a cerimônia. Para piorar, o jovem e atraente Joseph, pai de Anna e Robbie, reaparece e deixa Eva confusa em relação aos seus sentimentos: será que ela deixou o amor de sua vida escapar facilmente?

“Uma história marcante que aborda de maneira divertida os prós e contras da vida de uma mãe dedicada.” (Cosmopolitan)


Photobucket


PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL