twitter
RSS

Chantel - Nora Roberts

>> terça-feira, 1 de setembro de 2009


3 º livro dos Os O'Hurley

" - Você está fazendo biquinho.
- Vá para o inferno.
- Se continuar assim vai ficar cheia de rugas. O que será de você?
- Vai ver se eu estou na esquina!
- Adoraria, mas, em vez disso, porque eu não começo beijando este seu rostinho lindo e depois todo o seu corpo?
- Não.
- Esta bem, se quiser posso começar de baixo para cima. "

Chantel é a trigêmea mais velha. Abigail gosta da vida no campo e cuidar da casa. Maddy é estrela da Broadway. E Chantel, bem Chantel mora em Beverly Hills e sua vida é Hollywood. Estrela famosa de seriado e filmes, Chantel tem tudo que uma mulher deseja: beleza, riqueza e fama.
Mas para ser famosa, há um preço: a perca da privacidade. Aonde quer que vá, com quem quer que seja, vira notícia. Ainda mais agora que ela está filmando um filme de suspense, que parece ter sido criado especialmente para ela. E tanta fama trouxe mais uma surpresa para ela: um fã fanático.
Quanto mais Chantel tentava se proteger, mas cartas e ligações anônimas ela recebia. Solução: contratar um guarda-costas, alguém que ficasse com ela 24 horas por dia. O escolhido: Quinn Doran.
Chatel e Quinn é como água e vinho, ou melhor, como salmão e corvina. Totalmente opostos. Quinn é anti social, não gosta de muita conversa, não gosta de Chantel, mas também não para de olhar para seu corpo. Chantel faz o tipo fútil, mas no fundo tem um coração bondoso e gosta e cuida dos que ama.
Agora fica a pergunta: Como ficar 24 hs juntos, sem que a notícia do fanático estoure na mídia? simples, fingir que são namorados!
Recomendo. Recomendo. Recomendo.

Resumo:

A fama tem um preço. Às vezes, pode ser alto demais...

Linda e talentosa, Chantel O?Hurley era uma grande estrela das telas de cinema, sempre presente nas fantasias masculinas. Atrair e ser adorada eram parte de seu trabalho. Mas ser perseguida por um fã obsessivo já era algo bem diferente... Por isso, ela precisava de um guarda-costas. E rápido. Quinn Doran não era um homem especialmente bonito, mas tinha um charme irresistível. E, embora arrogante, era a melhor proteção que o dinheiro podia pagar. Apesar de se desafiarem a todo momento para decidirem quem estava no comando, era inegável que a atração pulsava entre Quinn e Chantel. E cada vez com mais intensidade. Diante da ameaça, Chantel não tinha alternativa senão ser acompanhada por Quinn durante a produção de seu novo filme. Para eles, sustentar um aparente relacionamento apaixonado não seria difícil. Na verdade, era perfeito e provocante. A dificuldade estaria em resistir à tentação de cruzar a fronteira entre a realidade e a ficção...

Série:

Abigail
Maddy
Chantel
Trace

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL