twitter
RSS

Marley & Eu - A vida e o amor ao lado do pior cão do mundo

>> domingo, 29 de março de 2009


Meu Deus... meu fim de semana foi meio deprê... trabalhei MUITO a semana todinha, inclusive teve dias que fiz cerão.... tive compromissos sociais quase todos os dias a noite... e meu fim de semana também foi atribulado...tive filmagem para formatura sábado (inclusive confesso que nunca bebi tanto na vida... e olho que nem sou de beber, mas as roskas estavam deliciosas), e hoje, domingo, ainda tive um almoço com o chefe e uns colegas de trabalho.... Mas mesmo assim arrumei tempo para ler (desejo fuego 18, que espero terminar de ler assim que fizer esse post) e terminar de assistir ao filme Marley & Eu.

Confesso que chorei (quase horrores) lendo o livro! Nossa.... quando eu leio, eu entro, literalmente, no personagem, e eu me sentia a própria Jenny quando o Marley faleceu (Marley... para quem não sabe é o cachorro da família).

Mas eis que eu tinha que terminar de ver o filme...adivinhem?? Nem precisa né?? Não depois deu confessar, que chorro em filmes, no meu último post.

Pois bem... chorei mesmo.... e fiquei meio deprê nas últimas palavras do John, no filme.


Cães não precisam de carros luxuosos,

casas grandes ou de roupas chiques.

Água e alimentos já são o bastante.

Um cachorro não liga se você é rico ou pobre.

Esperto ou não.

Inteligente ou não.

Dê o seu coração e ele dará o dele.

De quantas pessoas podemos dizer o mesmo?

Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial?

Quantas pessoas nos fazem sentir extraordinários?


(o John pensa isso relembrando a esposa brincando com o Marley... pois esses dois faziam o John se sentir único e especial.)


Fiquei a pensar..... Poxa....e eu que não tenho ninguém?? Quem irá me consolar quando uma tragédia se abater sobre minha vida??? Ninguém..... ninguém mesmo.... Nossa....ai então que fiquei deprimida. Eu vivo dizendo que não quero compromisso, relacionamentos sérios.... Mas a verdade é que é difícil achar o Sr. Perfeito... ou o Sr. Quase-Perfeito... e eu não sou obrigada a me contentar, desculpem a expressão, com qualquer merda para não ficar sozinha... Então assim aos trancos e barrancos vou seguindo minha vida sem marido aos 26 anos... Um dia meu Sr. Perfeito aparece.

E pra terminar.... não fui beijar na boca e ser feliz, rs, to com saudades do meu pai, que está viajando.. e a saudade bateu mais forte...e pra piorar minha mãe e minha irmã estão meio que em pé-de-guerra (para variar)... aff... Ainda bem que eu não dou trabalho a ninguém... e pelo menos tenho meu blog e amigos para desabafar.

Mas o domingo está terminando, vou terminar de ler meu desejo fuego 18.... um livro ótimo...estou adorando e amanhã posto eles para vocês... e amanhã é um novo dia... e dia de muito trabalho... ou seja, amanhã nada de ficar deprimida.

p.s.: Eu gostei mais do livro do que do filme.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL