twitter
RSS

[Resenha] Deixada Para Trás- Charlie Donlea

>> quarta-feira, 28 de março de 2018



Olá Pessoas!!! Tudo bem com vocês?

Faz tempo que eu não resenho aqui né?! Mas voltei e voltei com um LIVRÃO, isso mesmo com todas as letras maiúsculas. Ano passado eu contei aqui na resenha de A garota do lago, como o Charlie Donlea escreve com uma maestria que é impossível não ficar impactado.

Dessa vez em Deixada para trás (Faro Editorial, 2017, 368 p.) não foi diferente. O enredo começa contando sobre a noite do desaparecimento da Nicole e da Megan e em como a Megan conseguiu escapar. Passa - se um ano e Lívia Cutty irmã de Nicole, entra para a turma de especialização em ciência forense o que significa que agora ela vai trabalhar no IML, tudo isso porque se por um acaso a irmã aparecesse morta ela queria cuidar pessoalmente do corpo e já estaria preparada.



Eis que aparece o corpo de um jovem rapaz que, segundo especuladores, pulou de uma ponte. Conforme ela vai fazendo a autópsia, vai percebendo que a morte de Casey Delevan não foi proposital, se tratava de um assassinato. Então Lívia Sherlock Holmes Cutty entra em ação e vai vendo as ligações entre a morte de Casey com os desaparecimento das meninas.

"Uma vida pode acabar, mas as vezes um caso dura para sempre."

Megan tem um papel importante no enredo, porque apesar dela e Nicole não terem sido amigas, ela se sente mal por toda a mídia enaltecer o reaparecimento dela e ignorar completamente a outra garota que não teve a mesma sorte que ela de escapar. E passa a ajudar Lívia nas investigações porque está cansada de todo mundo a tratar como uma boneca de porcelana que pode quebrar a todo momento se reviver o dia do sequestro.

Só queria dizer que Lívia é a minha pessoa favorita nesse livro, ela tem um tato perfeito para seguir a intuição de onde ir e como obter mais informações. Charlie coloca várias pegadinhas nos capítulos que a gente se questiona se aquilo tem a ver com a história ou só para nos distrair e perdemos o foco no principal.


Eu mantive dois suspeitos comigo ao longo da leitura e que bom que meu faro detetivístico está apurado porque eu acertei, era um deles. Mas não se engane, ainda sim fiquei surpresa com a constatação. Porque é o jeito como a escrita do Charlie Donlea conduz aos fatos. Não tem nem como não se surpreender. E quando vai chegando à resolução do caso, esqueça toda e qualquer coisa que tenha que fazer porque você vai querer apenas saber o que está acontecendo.

"Todos se escondem sob o disfarce da atenção ao noticiário e da tristeza pela vítima e sua família. Ótimo. Fique triste. É normal. Mas não finja que você não sente curiosidade."

Se não for pedir demais, quero mais livros com a Lívia investigando e fazendo as autópsias, que mulher maravilhosa, que sensata, que inteligência. Se eu não tivesse problemas com sangue, seria facilmente médica com especialização em ciência forense.

Enfim, por hoje é isso. Espero que tenham gostado da resenha, estou voltando aos poucos após uma longa pausa então tenham paciência comigo, ok?! Beijos e até a próxima!!!


















PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL