twitter
RSS

[Resenha] A Corte de Luz- Richelle Mead

>> quarta-feira, 21 de março de 2018


Eu sou muito fã da autora Richelle Mead, desde a série academia de vampiros, então, quando vi o anúncio do lançamento de A Corte de Luz, sabia que precisava ler esse livro e apesar de ter algumas ressalvas, conseguir desfrutar bastante da leitura.

Nessa obra iremos conhecer a história da Condessa de Rothford, Elizabeth. Ela e sua avó vem passando por dificuldades financeiras desde a morte de seus pais e a única saída seria ela se casar com um primo distante, todavia, Elizabeth sabe que será infeliz vivendo com uma sogra que aparentemente é bem controladora e com um marido que tem diversos tiques irritantes e que ama cevada.

Buscando outras opções além desse destino infeliz, Elizabeth conhece A Corte de Luz, um lugar onde mulheres de classes mais baixas são treinadas e transformadas em damas da sociedade e após esse período podem se casar com os ricos do novo mundo. Ela então assume a identidade de uma de suas criadas e parte para A Corte de Luz, em busca de uma vida melhor.

“- Você acha que é a primeira garota a ter um casamento arranjado? Acha que é a primeira a se ressentir disso? A literatura e a música estão repletas de contos de pobres donzelas presas em tais circunstâncias que escapam para um futuro glorioso. Mas são apenas histórias. A realidade é que a maioria das garotas na sua situação... se conforma. Não há mais nada que você possa fazer. Não há nenhum outro lugar para onde possa ir. É o preço que pagamos por este mundo que vivemos.”



Agora conhecida como Adelaide, Elizabeth terá que manter seu disfarce na Corte de luz, e isso não será uma tarefa fácil, pois, ela foi criada na alta sociedade e mesmo sem querer, sempre deixa passar um coisinha ou outra a qual ela como uma mulher de classe social mais baixa não deveria saber e para piorar tudo, surge em sua vida o Cedric, um jovem por quem ela não pode nutrir qualquer tipo de sentimento, mas quem disse que dá para mandar no coração?

A corte de Luz, é um livro que tem uma premissa bem interessante, uma personagem feminina bem forte, mas que infelizmente, deixou a desejar em diversos pontos. A começar pelo romance, não consegue me envolver com os personagens nesse quesito, achei tudo muito vago frívolo, e apesar de ter gostado um pouco da personalidade deles, não conseguir ver na história um amor verdadeiro ou até mesmo que me passasse confiança.
"Às vezes, na hora certa do dia, eles conseguem vislumbrar um ao outro pelo céu. Nada mais."
Outro ponto que também me incomodou bastante, é o excesso de detalhes. Como esse é o primeiro livro de uma série, é normal ter uma carga maior de informações a respeito de tudo, porém, na minha opinião a autora pecou por um excesso de detalhes, principalmente em relação a vida cotidiana da personagem os bailes e tudo mais, não que isso tenha sido incomodo 100% do tempo, por que não foi, mas isso deixou a leitura mais cansativa para mim. Elizabeth é uma jovem forte e bem determinada, eu gostei bastante da sua personalidade e apesar de achar ela um pouco mimada e frívola em diversos momentos, consegue ver na personagem algo que eu gostei bastante, que foi a determinação. Eu adorei acompanhar seu amadurecimento durante a leitura, ela realmente se tornou uma jovem digna de admiração.

O mesmo eu já não posso dizer de Cedric, ele é um jovem que é tido como forte e corajoso, porém isso não colou muito comigo não, como falei anteriormente Elizabeth é uma mulher determinada e a impressão que eu tinha quando os personagens estavam junto é que a personalidade dela ofuscava a dele e eu acho que por isso não consegue me apegar ao personagem masculino, acho que faltou nele algo que realmente fosse digno de destaque, seja na personalidade ou até mesmo nas atitudes.



"Se eu fosse honesta comigo mesma, admitiria que Cedric esteve em meus pensamentos desde o momento em que nos conhecemos."

Os personagens secundários foram de grande participação na trama a começar pelas jovens Tasmin e Mira, ambas são amigas de Elizabeth e tem personalidades bem distintas e com certeza ganharam meu coração, estou ansiosa pelas suas histórias, os próximos livros realmente prometem.

A Corte de Luz é o primeiro livro da série The Glittering Court, publicado aqui no Brasil pela Editora Planeta. A capa é linda a diagramação é simples, folhas amareladas e letras confortáveis, não encontrei nenhum erro ortográfico. A narrativa é feita em primeira pessoa, pelo ponto de vista da Elizabeth, eu confesso, sentir falta de uma segunda perspectiva.

A Corte de Luz é um livro que apesar de ter tido diversas ressalvas a respeito, consegue me prender bastante a leitura e a premissa criada pela autora, e por isso digo que estou muito ansiosa pelos próximos lançamentos, espero muito que a Richelle desenvolva melhor os personagens do segundo livro e feche as pontas soltas que ficaram dessa obra.








PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL