twitter
RSS

[Resenha] Desejo Concedido- Megan Maxwell

>> terça-feira, 8 de agosto de 2017



Eu entendo de guerra, não de amor.
Esse foi o meu primeiro contato com a autora, apesar de já ter ouvido falar de outros livros de sua autoria, confesso que nunca tive esse interesse de conhecer a sua escrita, até é claro, Desejo Concedido (Editora Planeta, 2016, 464p.), esse livro me surpreendeu bastante, ele reuniu tudo o que mais gosto em romances de época que é, drama familiar, aventura, mulheres muito à frente de sua época e acima de tudo, romance.


A narrativa gira em torno das irmãs Megan e Shelma, elas são filhas de mãe escocesa e de pai inglês, por isso depois da morte de seus pais sempre sentiram que não pertenciam a lugar algum, já que na Inglaterra eram tidas como mulheres rebeldes e de má índole, quando na Escócia são odiadas pelas imensas mortes causadas pelo povo inglês.


Após descobrirem que seriam obrigadas a casar com homens odiosos, Megan, Shelma e seu irmão fogem para a Escócia para ir morar com o clã McDougall e seu avô, elas são criadas com rédeas soltas, aprendem a se defender e manusear uma espada.



Duncan é o Laird do clã McRae e se ver encantado pela beleza de cabelos pretos e de língua ferina, ela é muito diferente das mulheres que ele já conheceu e por mais que seu comportamento o tire do sério, ele não consegue controlar o que sente em relação a ela.


Seu coração havia sido tomado por uma mulher de personalidade; uma mulher que conseguia encolerizá-lo com a mesma facilidade que o fazia sorrir; uma mulher que precisava saber o que ele sentia.

Depois de uma tragédia abalar novamente suas estruturas, Megan e Shelma precisa tomar uma importante decisão, casar ou não com os guerreiros escolhidos por seu avô, enquanto para Shelma casar com o Laird Lolach do clã McKenna é a coisa mais maravilhosa que poderia lhe acontecer, para Megan casar com Duncan é uma maldição, ou assim ela pensa.


Do outro lado da história temos Niall, irmão do Duncan, ele é apaixonado pela prima de Megan, Gillian, porém tem medo de amar e segundo ele nasceu para a guerra e não para o amor, o segundo livro vai ser sobre esses dois encrenqueiros e eu não vejo a hora de ler.




O choque de personalidades entre Megan e Duncan nesse livro foi muito grande, o comportamento indisciplinado de Megan tirava nosso guerreiro do sério, enquanto o comportamento controlar e possesivo de Duncan deixava ela muito nervosa ao ponto de faze-la meter os pés pela mão em diversos momentos.
Se me casei com ela foi porque desde o primeiro momento em que a vi, soube que Megan tinha força e a personalidade necessárias para ser minha mulher.

Eu gosto quando o casal se desentende, porque é nesses momentos que o amor fala mais alto, mas esse livro não funcionou exatamente assim para mim, tantas brigas já estava me dando nos nervos, a impressão que tive é que a autora simplesmente gostava de ver os dois bater de frente.





Alguns poucos pontos me incomodaram durante a leitura, a autora abordou alguns temas que para mim deveriam melhor ser explorado, mas no geral esse foi um bom livro, acompanhar o dinamismo de pessoas com personalidades tão diferentes foi uma experiência incrível, apesar de tudo.


Apesar dos meus sentimentos em relação a alguns personagens, eu adorei desfrutar dessa leitura, rir em diversos momentos, me divertir bastante e não vejo a hora de ler o segundo livro.


Apesar de nossas diferenças e discussões, ela é, sem dúvida alguma, minha maior fraqueza.








PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL