twitter
RSS

[Resenha] O amor está no quarto ao lado- Li Mendi

>> sexta-feira, 27 de maio de 2016



Olá Pessoas!! Tudo bem com vocês?
 Hoje eu vou falar de um livro que li há um tempinho. Com uma história tão gostosinha de ler que eu lembro que comecei de manhã e terminei mais ou menos quatro horas depois. O cenário é nacional, o que faz a gente se sentir muito mais familiarizado. O enredo também nos faz sentir dentro da história, afinal não é todo dia que alguém vai dividir apê com um homem bonito, chefe do pai, solteiro e militar, não é mesmo?! E foi exatamente isso o que aconteceu com a Jennifer. 

Na verdade, a Jenny (como ele prefere se chamada) só vai morar na casa do Juan por falta de opção mesmo. O pai dela morreu em uma missão, mas antes de morrer fez Juan prometer que não deixasse a filha dele sozinha. Como ela era jovem e só tinha ele como família, pois a esposa foi embora quando a filha ainda era uma criança e nunca mais deu notícias, por isso, ficou com medo de morrer e deixar sua filha desamparada. Promessa é divida e Juan foi pagar. Chegando lá na casa do Capitão Almeida Souza para dar a triste notícia do falecimento do pai da Jenny, ele e o soldado que o acompanhava precisou pular o muro para entrar na casa. E mais um incidente acontece. O soldado ao pular o muro caiu em cima do Fred, um cachorrinho maltês da Jenny e o matou. Duas perdas muito significativas na vida dela em um curtíssimo espaço de tempo. E o pensamento do que seria dela agora gritava em sua mente. Aos 18 anos, não ia ter como ela manter o aluguel da casa com o salário que recebia no salão que trabalhava. Foi então que o Juan analisando a situação e pensando na promessa que fez ao capitão, que acabou por convidar a Jenny para morar com ele no apartamento que tinha se mudado recentemente. 

 Ela vai mesmo não querendo. Coitada, não tinha para onde ir e nem dinheiro para ficar, melhor que nada. Como ela já tinha falado para que ele que ajudaria nas despesas de alguma forma e que logo encontraria um emprego. Foi conhecer as dependências do prédio e sabe aquele ditado: estava no local certo, na hora certa. Pois ao pegar o elevador com a Priscila e sua mãe, acaba ouvindo sobre elas precisarem de alguém para ser promoter na casa de eventos que Priscila estava abrindo e logo se oferece para a vaga. As duas se dão muito bem logo de cara, jovens, bonitas e inteligentes. Jenny só queria a oportunidade de juntar uma grana para pagar seu curso de enfermagem e fazer algo que realmente fosse significativo na vida dela. Trabalho bombando afinal festa no Rio é o que não falta, tanto que ela estava ganhando cada vez mais e logo Juan fica preocupado com o trabalho, achando que ela pode estar se metendo em coisa errada. 
E por falar em Juan, ele por se sentir culpado pela morte do Fred, lhe dá um novo cãozinho que ela nomeia de Juanito. São hilárias as cenas entre Juan e Juanito, porque Juan não curte tanto cachorros, e Juanito quando ele está em casa, vira sua sombra. Antes que eu me esqueça de comentar antes de concluir esta resenha, preciso falar sobre duas coisas que acontecem, porém não poderei me prolongar, se não vai ser spoiler e não estou aqui para isso e nem vocês. Um é sobre o fato da mãe do Juan ficar comparando a Jenny com uma ex-namorada dele na juventude. Gente, quem dera fosse só vez ou outra ela fizesse tal comparação, mas é toda vez que elas se encontram ou que ficam sozinhas. 

E o outro é sobre Daniel, o moço que ela conheceu no extinto MSN, (na verdade extinto porque quando eu li, já não existia mais. Só que ele foi publicado em 2011 e o saudoso ou nem tanto estava a todo vapor). Voltando ao Daniel, o moço simpático e sensível que ela passava horas conversando. Às vezes ele sumia, porque trabalhava no exército, mas quando aparecia era tão bacana o entrosamento deles, a Jenny tinha certeza que tinha se apaixonado. Obviamente que Juan não estava gostando nada dessa história de ver a Jenny apaixonada por outra pessoa... 
O que a Jenny não sabia é que as comparações entre ela e a ex do Juan, no fundo envolvia o Daniel também. Às vezes a gente escuta que o amor está onde a gente menos espera, mas a gente que não sabe procurar direito. A Jenny não estava esperando que o destino trabalhasse tanto a seu favor...

 Espero que tenham gostado da resenha, um beijo enorme e até a próxima. *tem resenha de outro livro da Li Mendi aqui no Menina: Coração de pelúcia é só clicar no nome para conferir se vocês ainda não leram, posso garantir que a forma como ela escreve é tão doce e leve que quando você termina, mal se dá conta que o tempo passou.
 













PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL