twitter
RSS

[Resenha] Os bons Segredos - Sarah Dessen

>> quinta-feira, 10 de março de 2016



Os bons segredos, da escritora Sarah Dessen (Seguinte, 408 páginas,2015), é um livro doce e apaixonante, desde a capa cute  - e significativa para quem leu – passando pelos personagens e suas histórias.
Este livro nos fala sobre a vida de Sydney, uma menina meiga e perspicaz, mas que vive na penumbra no irmão mais velho, este, encantador e irresistível.
Os pais de Sydney são boas pessoas, e bons pais também, mas são humanos e possuem defeitos. Sendo assim, não estão imunes de cometer algumas falhas e até mesmo algumas injustiças.
Peyton, irmão de Sydney, sempre fora um garoto ousado, mas o que era qualidade na infância tornou-se um defeito na adolescência, e suas atitudes passaram de corajosas para inconsequentes. Até que ele foi preso por causar um acidente e deixar um garoto paraplégico.

Um problema grave como esse abala e transforma a rotina de qualquer família. Contudo para Sydney o drama é ainda maior, pois apesar da pouca idade ela é a única que consegue enxergar com maturidade as causas e efeitos a respeito do comportamento de Peyton. Seus pais resolveram viver em função do filho mais velho, esquecendo que tinham também uma filha. 
No entanto, nossa protagonista não deixa por menos, resolve mudar de escola e com isso faz novos amigos. E é aí que a magia do livro começa.
A história que poderia ser em torno dos Stanford, nos apresenta os Chatham. Uma família totalmente diferente da de Sydney, desde a classe social até a rotina de casa.
“O futuro era a única coisa que jamais poderia ser destruída, porque ainda não tivera a chance de existir.”
Os novos personagens são incríveis, cada um deles. Layla, a Chatham-caçula é uma moça bondosa e companheira, inteligente e agitada. Ela e Sydney se tornam amigas inseparáveis. 
Layla, sua família e seus amigos acolhem Sydney no mundo deles e é bacana perceber no decorrer do livro o crescimento de Sydney graças às novas experiências.

Sim! Tem romance. Mas em momento nenhum o romance é o foco, em vez disso o romance desenvolve-se aos poucos, e são passagens boas de ler.
A história nos mostra a relevância da amizade, da união familiar, do perdão, de se valorizar e de não perder a empatia pelo outro. Mostra também a importância de aprender com as circunstancias e não se tonar vitima de más condições, mas sim usá-las como degraus para o crescimento. Este livro é uma lição de vida!
“A cada instante, havia infinitas chances de caminhos se cruzarem e vidas se chocarem, se unirem ou algo do tipo. Era incrível que fôssemos capazes de viver sabendo que tudo podia ocorrer por puro acaso. Mas qual era a alternativa?”
Apesar da quantidade de páginas, é uma leitura rápida. Repleta de bons segredos, diversão, música e gastronomia.  Entre as coisas que eu aprendi com esta leitura, comer batatas-frita corretamente, com certeza é uma delas. E só quem quiser ler vai entender o que eu estou dizendo.

Ah! Queridos, olha só que legal: a edição deste livro veio com marcador de página junto com a orelha da contracapa para nós mesmos destacarmos o marcador.  Eu ainda não tinha visto essa novidade antes. Gostei! Hehe



Outra curiosidade é que o título original é: Sainte Anything – Santo qualquer, em português. Este título tem mais a ver com o enredo e seria interessante e inusitado, um título assim. 

Em contrapartida eu encontrei alguns deslizes de revisão na edição, nenhum erro grave, no entanto, bem frequentes. Por causa disso eu me chateei um pouco enquanto estava lendo. Ah! Preciso acrescentar que, segundo a editora, esta autora é a rainha do Young Adult*. (Gênero conhecido pela abreviação YA, refere-se às pessoas que possuem faixa etária de 14 a 21 anos. Geralmente são adolescentes passando por dramas adultos, entretanto, o ponto de vista é de adolescente. Deixando de lado a inocência dos protagonistas, o que separa o YA do gênero infanto- juvenil).

Contudo, sobre esta afirmação ainda não tenho competência para concordar. Mas posso dizer que realmente gostei deste livro, há meses eu não sentia uma ressaca literária e senti desta vez. O que me fez adiar a resenha por uns dias.  Rs! Também por isso, me interessei pelos outros títulos da autora, que inclusive, possuem capas lindíssimas.

Hoje encerro por aqui. Porém, se alguém já descobriu ou gostaria de descobrir Os bons segredos, comenta aqui pra mim a opinião de vocês. Ou até mesmo quem já leu outro livro desta autora, eu também gostaria de saber a ideia de vocês.

Forte abraço, e até a próxima.













PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL