twitter
RSS

[Resenha] O coração de Leão - Mia Sheridan

>> quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016



O coração do Leão, da escritora Mia Sheridan (Editora Arqueiro, 2015, 208 páginas), conta uma história de amor, mas também nos conta histórias de abandono, abuso sexual, amizade e superação.

Leo e Evie cresceram em lares adotivos, pois ambos foram negligenciados pelos pais biológicos e por isso eles viveram uma infância conturbada e difícil. A única coisa que tinham de verdadeiro era um ao outro, e também por isso eles mantiveram uma amizade desde a infância até a adolescência. Os dois apaixonaram-se aos poucos e a amizade transformou-se em amor.
Isso até Leo ser adotado e precisar ir embora da cidade que eles viveram até então. 
É claro que trocar de cidade não é o fim do mundo, ainda mais com todos os meios de comunicação disponíveis, no entanto para dois adolescentes sem recurso e pouca instrução, foi uma ruptura dolorosa. 
- Escreva para mim assim que chegar lá, está bem?
- Farei isso. Será a primeira coisa que farei.
Ele me puxou uma ultima vez para um abraço e seca com beijos as lágrimas no meu rosto. Então se vira e segue em direção à treliça. Quando já está começando a descer, Leo se volta para olhar para mim e diz baixinho:
- Para sempre, será apenas você, Evie.
Essa é última coisa que ele me diz. Nunca mais vi Leo. 
Gente, é exatamente assim que termina o primeiro capítulo, e quando acabei de ler, pensei: “Este livro é de partir o coração...”
Mas não quero assustar ninguém, nem tudo é drama, alias, ao contrário, o livro é divertido e a escrita da autora é leve.  Afinal de contas, oitos anos se passaram e Evie, agora já adulta, tem uma vida feliz e estável. Ela não encontrou nenhum atalho para crescer, mas graças a sua força de vontade, Evie deu a volta por cima, tem amigos e emprego e se considera feliz.
Nossa protagonista é doce e amiga, romântica e inteligente, não vive fazendo drama como uma pobre vítima de circunstancias ruins. Evie é forte, esforçada e corajosa. Mas é uma jovem tranquila, de poucos amigos e quase nenhuma diversão, ela vive uma rotina segura...
Até que, aparece de repente um homem misterioso que não para de segui-la. 

Indo contra o conceito de bom senso, Evie resolve interpelar seu perseguidor e logo Jake Madsen precisa explicar direitinho a Evelyn Cruise qual o motivo daquela perseguição.
E ele explica... 
- Conheci Leo. Ele me pediu para ver como você estava. 
Jake é lindo. E empresário. E rico. E sarado. E fofo. E carismático. E divertido. E eu poderia usar várias linhas para descrevê-lo, mas quero contar logo que ele se e Evie sentem uma atração mútua e quase incontrolável. 

Gostaria de abrir um parêntese para uma observação pessoal (Este livro me lembrou muito a trilogia “Cinquenta tons de cinza” em vários aspectos: a personalidade das mocinhas – Evie consegue ser contida e divertida, e insegura quanto a Jake, e como o livro é narrado pela perspectiva dela, temos as impressões e pensamentos da protagonista, podemos perceber quando ela quer dizer/fazer de um jeito e age de outro completamente diferente, o que me fez lembrar da “deusa interior” de Anastasia. Assim como Jake parece bastante o Christian Grey em tudo: um jovem bem sucedido, aparentemente confiante, extremamente belo e com a personalidade forte e controladora. Além dos temas traumáticos que são abordados no livro). Enfim, gostaria da opinião de quem já leu/pretende ler os dois, para eu saber se estou sozinha nessa. Rs. 

Bem, voltando de onde parei.
A partir daí a estória começa a ficar ainda mais interessante, pois nós leitores, assim como Evie, temos muitas perguntas e estamos esperando ansiosos que Jake corresponda nossa expectativa de respondê-las. O que não significa que isso irá ocorrer no nosso tempo e do jeito que esperávamos. Aos poucos, porém, a trama vai se desenrolando. 
Como eu disse no inicio, é uma história de amor, mas também a autora nos mostra a força da amizade, a importância de confiar na vida e em si mesmo. 

No livro há várias passagens fofas que nos fazem suspirar...
-“Vou lhe provar que “para sempre” não é apenas uma expressão, não é apenas uma medida de tempo que não termina, mas é também um lugar, o lugar onde guardarei seu coração.
Sempre seu, Leo.” 
O livro é classificado como new adult. Este gênero literário trata da realidade dos novos adultos, em que se enquadra uma faixa etária de 18 até 30 anos. New adults costumam ser livros sexuais e alguns até podem se encaixar no gênero erótico... Bem, esta explicação toda foi para dizer que sim, a autora descreve cenas sensuais neste livro... Particularmente, não recomendo para menores de 16 anos. Hihihi 

O coração do Leão é o segundo livro da série Signos do amor, sendo que o primeiro lançado aqui no Brasil foi o título: A voz do Arqueiro.


Um abraço, e até a próxima.









PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL