twitter
RSS

[Resenha] Á flor da pele - Helena Hunting

>> terça-feira, 5 de janeiro de 2016






Olá pessoas! Tudo bem com vocês?

Mais um ano acaba de começar e com ele novas oportunidades de fazer e ser a diferença na sua vida e na de outras também. Que todos tenhamos um ano de muita paz, muita saúde, muita prosperidade, muito sucesso e muitas bênçãos.

Eu queria abrir as portas com as resenhas de 2016, falando de um livro que tivesse sido maravilhoso pra mim, mas infelizmente eu deixo para o próximo. Hahahahahahaha não que o livro seja de todo ruim, mas ele enrola demais e tudo nessa vida que eu mais detesto em um livro, é quando a autora fique enrolando o enredo. E foi exatamente isso o que aconteceu com À flor da pele.

No entanto, eu vi muitas (eu disse, muitas) pessoas que falaram maravilhas sobre ele e quando li deu aquela murchadinha no peito. Não sei se foi porque a história me parecia ser mais do mesmo e/ou porque recentemente eu tinha lido um livro muito parecido e me deu a impressão de que já tinha visto aquela cena em algum lugar. Enfim, a Tenley Page é uma moça tímida que resolveu mudar de cidade para fugir da sua antiga vida. Nessa cidade nova ela trabalha e mora em uma espécie de antiquário/brechó de Cassie.

Do outro lado da rua tem um estúdio de tatuagem no qual trabalham Hayden Stryker e alguns amigos. No começo, Tenley não é bem aberta a Hayden, enquanto ele demonstra logo que se sente atraído por ela. Mas o que ambos não sabem é que mexem muito um com o outro. O único problema de levarem mais adiante as investidas é que problemas do passado os atormentam.

Tenley perdeu o noivo em um acidente de carro e até então não conseguiu superar muito bem a perda e pra piorar ainda tem o ex-cunhado que a inferniza por conta de uma herança. E dá aquela impressão que ela fica submissa a ele, por conta disso. Hayden também tem seus problemas, os quais eu não irei falar pois serão spoilers. Que dificulta muito a dinâmica do pseudo relacionamento do casal. De lembrar que tudo começou porque ela queria fazer uma tatuagem nas costas e ninguém mais, ninguém menos que Hayden, poderia fazer melhor.

O final dá aquela melhorada brusca, justamente para que a gente sinta a necessidade de ler o segundo livro. O que eu também já ouvi falar que está muito bem escrito, a Helena parece já apresentar uma escrita bem mais madura. De todo modo, é isso. Vocês sabem que quando eu gosto de um livro, eu gosto de um livro e quero ficar falando até a próxima semana sobre ele. Mas quando eu não gosto, não sei ficar me prolongando muito. Porém eu sempre falo: "o fato de que eu não tenha gostado, não deve ser motivo para que você possa não matar a sua curiosidade." Até porque somos pessoas diferentes e com gostos também diferentes, não é mesmo?!

Um beijo, um ótimo começo (e restante) de ano para todos, espero que tenham gostado, apesar dos pesares hahahahahaha e até a próxima.



PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL