twitter
RSS

[Resenha] O que eu quero pra mim- Lycia Barros

>> quarta-feira, 23 de dezembro de 2015



Olá pessoas! Tudo bem com vocês?

Natal está chegando e a dica de presente para aquela pessoa que você sabe que precisa se desligar do mundo pra poder resolver a vida (se ainda der tempo né?!) é esse livro lindo e maravilhoso da Lycia Barros, O que eu quero pra mim.


Eu já disse aqui que amo ler enquanto viajo, e dessa vez não foi diferente. Até porque ele é um livro pequeno e com um enredo tão cativador. Pra vocês terem uma noção de quão gostosa é a leitura, que em 5h de viagem eu terminei o livro inteiro. No meu ritmo normal, curtindo uma musiquinha e dando umas pausas (pra não apurar minhas vistas). Quando dei por mim, acabou.


Eu me identifiquei com os estresses, com as inseguranças e medos da personagem. Creio eu que muita gente que tenha uma rotina bastante agitada, também. A Alice é bem sucedida profissionalmente, e como toda pessoa bem sucedida ela é bem ambiciosa também. Ela é sócia de uma casa de leilões, junto com a amiga da mãe dela, que depois do falecimento da mesma passou a ser o espelho materno pra ela. Além de ter um namorado sonho de consumo de muitas mulheres. Casseano é médico, lindo, apaixonado e que está louco pra casar.

O problema é que a Alice não quer casar, pelo menos não ainda, e muito menos morar junto com alguém. Não que ela não ame o Casseano, o problema é que ela ainda tem traumas com o que aconteceu com o casamento dos pais. Portanto, não quer passar por algo do tipo. Por outro lado, Casseano não consegue entender o motivo pelo qual um casal que se dá bem não poder dividir o mesmo teto. Olha eu entendi muito esse lado da Alice, pois ela está acostumada com a individualidade, o seu cantinho, suas coisas. Ainda ,ais que o apê dela é na verdade um estúdio e não tem as divisões bem definidas.

Bom, após a pressionada de Casseano ele pede um tempo. Aí a vida dela vira do avesso. No trabalho algumas coisas começam a dar errado e é então que, por livre e espontânea pressão, ela tira férias. Como faz tempo que ela não sabia o que era isso, decide fazer contato com uma velha amiga que mora em Londres e viaja pra lá.


Mais uma parte legal desse livro, além do ponto de vista da Alice e do Casseano. Enquanto ela viaja pra Londres, temos tempo de conhecer bem a Luana e como ela foi parar em Londres e do seu sonho de se tornar uma atriz de sucesso. Além da Luana, conhecemos também seu ex marido, o Eamon e como ele é uma pessoa linda por fora e por dentro.


Os dias que a Alice fica em Londres, serve de muito aprendizado, conhecimentos. E involuntariamente mudamos junto com ela. Acontecem algumas situações bem, digamos, interessantes por lá/enquanto ela está lá, que eu não vou contar que me renderam altas risadas sozinha.


Aaaa antes que eu me esqueça e que foi a grande descoberta pra mim: vocês sabem o que é codependência? É um transtorno emocional que costuma acometer os familiares de pessoas problemáticas. Por que estou falando sobre isso? Bom, a Alice sofre disso. Lembram que eu falei lá em cima que a mãe dela faleceu e que por conta da traição do marido, ficou deprimida. Então, por conta dessa situação, ela passou a viver em função da mãe que estava doente e assumiu a responsabilidade por todos os comportamentos problemáticos dela. O codependente não percebe que mergulham num processo chamado, autoanulação, onde seus objetivos e necessidades são esquecidos por ele mesmo. Exatamente o que acontecia com a Alice, principalmente na sua relação com Casseano.


Esse é aquele tipo de livro pra lermos enquanto passamos por uma crise existencial. Exatamente naquela fase que achamos que tudo está perdido e no fundo, só precisamos mesmo é de férias, sair da rotina enfim, mudar. A mudança pode começar aos poucos, mas também pode ser brusca. Na dúvida, mude.


Espero que tenham gostado da resenha, assim como eu gostei de conhecer a Alice e todas as pessoas que fazem parte da vida dela. E principalmente por ter me identificado com algumas (muitas) coisas da personalidade dela. Um ótimo Natal pra todos vocês, um beijo enorme e até a próxima.


P.S. Não exagerem com as comidinhas da ceia hein?!

































PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL