twitter
RSS

Black para Sempre - Sandi Lynn

>> terça-feira, 17 de novembro de 2015




"- Nada que você faça pode me assustar. - Virei a cabeça para ele. - Infinito é para sempre, e isso é o que você é para mim, você é meu para sempre o Sr. Black."
Fiquei muito contente quando soube desse lançamento da editora Valentina, porque ja conhecia a série e sinceramente acredito que ela merecia ser conhecida aqui no Brasil. No primeiro livro da série Black para sempre ( Editora Valentina, 2015, 256 páginas), vamos ser introduzidos na história de Ellery é uma jovem e talentosa pintora, determinada, bem-humorada que possui uma triste história familiar. Gosto de mocinhas assim, independentes, confiantes e sem mimimi. 
Iniciamos o livro com a Ellery sendo abandonada pelo namorado com o qual morava e tinha sido o motivo de sua mudança para Nova York. A partida dele a deixou solitária e um tanto deprimida, mas é ai que a Ellery já começa a demonstrar o tipo de mocinha que ela é, pois quando sua melhor amiga a arrasta para uma noite de diversão em uma badalada boate da cidade, ela não recua e vai. A questão para mim é que a Ellery estava mais triste com a possibilidade de ficar sozinha, do com a perda de seu namorado, essa é a verdade...

"Pela forma como eu via as coisas eu tinha duas escolhas: eu poderia me sentar no meu minúsculo apartamento e deixar a minha vida morrer, ou eu poderia absorver o que aconteceu e sair para o mundo e viver. Optei por sair e viver. Eu não estava pronta para morrer ainda, eu ainda tinha muitas coisas que queria fazer."
 Nessa boate Elle presencia algo e depois com uma atitude digna de romances ( sim, porque na vida real isso seria no mínimo arriscado) , ela auxilia um homem bêbado. Um Homem lindo, elegante e que está sozinho largado na calçada precisando de ajuda. Mas não basta ajudá-lo a entrar num taxi, ela o leva para casa, deita-o em sua cama preocupada com seu estado e como está muito cansada resolve dormir ali mesmo.
No dia seguinte nosso mocinho ao ver aquela mulher em seu apartamento, acredita ser mais uma de suas conquistas e resolve despachá-la, pois não aceita que nenhuma mulher passe a noite em sua casa. Mas a Ellery não é uma Ana Steele e coloca o Connor em seu lugar, lhe diz uma verdades e vai embora.

O Connor Black é um típico mocinho CEO que já nos acostumamos a ler nesses últimos anos, no estilo Christian Grey e  Gideon Cross. Ele é riquíssimo, controlador, poderoso, amargurado e não tem relacionamentos. Ele não se envolve com ninguém, sempre tem tudo o que quer e gosta de ter o controle. Mas ao ser enfrentado por Ellery fica intrigado e vai procurar conhecer melhor quem é essa mulher. Eles então começam a desenvolver um relacionamento de amizade e companheirismo, mas com a alta atração que sentem um pelo outro na borda, esperando um sinal para explodir. Eu gostei muito da evolução desse relacionamento.
"Fechei a porta de casa e me recostei nela, deslizando até sentar no chão. Segurando o rosto, pensei no jeito como ele incendiava meu corpo quando me tocava. Eu ia entrar em uma tremenda roubada. E já sabia disso."

Confesso que a Ellery as vezes me irritou com seu gênio forte e teimosia e Connor também com esse “ não adianta que não quero me envolver, já envolvido”. As caracterizas desse livro são bem parecidas com as de outras séries tão conhecidas por nós, é verdade, mas não faça com que isso seja motivo para não colocar ele em sua lista. Pois mesmo com todos esses elementos a autora conseguiu nos dá uma historia inédita, trazendo um componente novo ao romance, colocando um novo sentido ao encontro desses dois personagens. Você começa a refletir o porque algumas pessoas se conhecem, como o destino tem estratégias e motivos que tem sentido no final.

A autora nos traz não apenas um romance erótico, mas uma história de amor e superação. A relação entre Connor e Ellery, as atitudes que um toma pensando no outro, são dignas de se ler. É um livro com uma leitura rápida, fluída e que vai te deixar bem ansioso e curioso na espera do livro seguinte, Você para sempre. Eu recomendo!

A série inicialmente possuía três livros, mas que evoluiu para seis (os dois últimos são os livros dos filhos deles Julia e Colin) e desejo intensamente que a Valentina lance todos aqui.
"Memórias são a nossa maneira de agarrar as coisas que amamos, e eu planejo fazer as mais belas lembranças com você. "

Bjos e até a próxima!

PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL