twitter
RSS

[coluna] Músicas X Livros

>> sexta-feira, 31 de julho de 2015

Oi pessoas! Aqui é a Mara e não, vocês não estão na coluna errada! Essa é a coluna da Ana, tão querida por muita gente e por mim também. E hoje estou aqui fazendo uma participação especial e trazendo para vocês um livro que adoro e a playlist que montei para ele. Na verdade tenho até que confessar, que como já tem um tempo que fiz sua leitura, não lembro se a autora cita alguma música do decorrer do livro, então se alguém tiver lido e lembra, me conta nos comentários, plis!


Então vamos falar de um livro que me apresentou um pouco da Escócia atual, não aquela medieval que sempre me vem a cabeça quando ouço o nome desse país. Me apresentou a Dublin Street, me apresentou a maravilhosa Samantha Young e me fez apaixonar perdidamente por Branden Carmichael.

E para deixar vocês já no clima da história do livro, começo com essa música lindaaa! O casal de mocinhos são super fãs do vocalista da banda! (Obrigada pela lembrança querida Jacy  Moura)

Black - Pearl Jeam




Se eu fosse te contar sobre o livro de acordo com a sinopse, seria assim:

Traumatizada pelo seu trágico passado, a americana Joss muda-se para a Escócia, na romântica Edimburgo, onde espera começar uma nova vida. Durante quatro anos tenta negar memórias dolorosas, refugiando-se na escrita, no sonho de um dia, finalmente, pôr os seus fantasmas no papel. Mas de repente tudo muda. Quando vai morar em um luxuoso apartamento na Dublin Street, conhece o desconcertante Branden, um carismático milionário que exerce sobre ela um irresistível fascínio. Joss se vê numa encruzilhada. Sabe que a atração entre ambos é imediata, avassaladora. Mas os demônios do seu passado a impedem de se entregar ao sensual escocês. É então que ele lhe propõe um estranho acordo, que lhes permitirá explorar a atração entre eles sem se envolverem emocionalmente. Joss aceita. E no início acredita, inocentemente, que o acordo vai dar certo. Mas Branden quer mais, muito mais, quer tudo. Quer desvendar todos os seus segredos – e está disposto a mudar o que for preciso para tê-la por inteiro. Mas será que ela está disposta a ir até o fim?

Mas se eu fosse contar de acordo com o que EU li, seria mais ou menos assim:

Vocês já perderam alguém que amava? Alguém que está lendo agora, já perdeu seu pai, ou mãe, seu irmão ou até mesmo seu melhor amigo? Sabe essa dor, essa falta que você sentiu ou ainda sente? Se não aconteceu isso com você (o que desejo fervorosamente), conhece alguem que tenha passado por isso? Se sim, então você pode pelo menos imaginar o que o drama da Joss e como cada um enfrenta os seus traumas de formas diferentes.

Abro aqui meu coração novamente ( como já fiz na Tag Liebster Award) e digo que sei o que a Joss sentiu, passei por essa dor, ainda sinto a falta diariamente. Mas escolhi seguir em frente, sem chorar, sem cair, sem desistir, por meus pais me amaram de tal maneira que seria injusto deixar eles me verem sofrer ( sim, acredito que eles podem me ver) e foi buscando forças nesse amor e no amor da minha vida que eu passei pela minha pior fase.

Não tem como pensar na Joss e não ter me lembrado dessa música da Rihanna. A expressão que ela passa nesse clipe, sua dor, sua busca por esperança, por alguém que a acolha, a salve. Me transmitiu muito o que a Joss vivenciava antes e após conhecer o Braden:

Stay- Rihanna


A Jocelyn, apesar de ter sofrido muito, não é uma pessoa que gosta de solidão, mesmo sendo fechada e não gostando de falar de si mesma, ela gosta, precisa estar rodeada de pessoas. E para esquecer o passado ,em busca de um novo começo ela deixa o EUA e muda-se para Escócia, onde depois de quatro anos de uma vida relativamente calma ela precisa enfrentar mais uma mudança: a escolha de um novo apartamento e de uma nova colega de quarto. Ela se muda para um maravilhoso apartamento em Dublin Street, onde conhece um homem que vai abalar seu mundo: Braden Carmichael. E é partir desse ponto que o livro se inicia...

O Braden está acostumado a conseguir tudo o que quer, e ele está determinado a ter Jocelyn. Quando elese se conhece a química chega a gerar faíscas e essa musica abaixo combina e muito com esse momento:


The Pussycat Dolls - Buttons


"Estou te dizendo para abrir os meus botões, baby
Mas você continua me encarando
Dizendo o que vai fazer comigo
Mas até agora eu não vi nada (Uh)Não consegui encontrar vídeo com legenda, mas vejam a tradução. Que pelo clima do clipe e com a letra já terão uma ideia de como foi esse encontro..."


O romance entre Joss e branden inicialmente é um clichê, quando vi a primeira cena deles, imaginei logo: Mais um hot conheço-transo-apaixono. Sabe aquilo de amigos com benefícios? Só queremos sexo, nos curtir e nada mais? Mas para variar, tudo vai evoluindo para algo mais, mas  o livro não se resume a romance, cenas hots ( que são para lá de boas q quentes). Mas  a autora também nos conta e nos incentiva a deixar o medo de lado e batalhar por uma segunda chance. A aceitar o amor quando ele vem e nos salva. 
O Braden é um CEO que como muitos que nos apaixonamos nesses últimos anos, mas ele tem uma ironia, uma sagacidade e humor natos. Suas conversas com a Jocelyn, sempre querendo leva-la ao extremo são ora muito quentes, ora muito divertidas. E é ele nos convence primeiro de que aquilo é amor, de que ela é A mulher da vida dele. mesmo com seus traumas, seus direcionamentos e pensando nisso, encontrei essa música que me passa isso que o Branden sentia:

Sam Smith - Stay With Me


Isso ainda é muito pouco do que eu poderia falar sobre a história desse livro, sobre os segredos da Joss, a sua relação com Braden e sua colega de quarto a Ellie. Esse livro é um hot maravilhoso, aliás toda essa série da Samantha ( que tem um casal a cada livro) é maravilhosa. Os livros são bem escritos, com histórias envolventes e bem construídas. A Samantha tem um dom para nos envolver, nos cativar, brincando com nossas emoções. Torço muito para que a Leya lance as continuações ( por favor, Leya! Quero todos na minha estante). 

Para finalizar conheci essa música a pouco tempo, mas retrata muito o casal desse livro. A questão do amor que surge sem querer, do medo de perder o que acha que não merece ter e como o amor é mais forte que as inseguranças...

Meghan Trainor e John Legend - Like I'm Gonna Lose You



"Então, eu vou te amar
Como se eu fosse te perder
Vou te abraçar
Como se estivesse dizendo adeus
Aonde quer que a gente esteja
Não vou me livrar de você pois nunca sabemos quando
Quando vamos ficar sem tempo, por isso vou te amar
Como se eu fosse te perder
Vou te amar como se fosse te perder..."


Espero que tenham gostado!
Bjs



PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL