twitter
RSS

[Coluna] Livros que se tornam filmes

>> sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Olá pessoas! A coluna desse mês vai ser sobre o filme mais comentado do momento... Cinquenta Tons de Cinza!  

Não tinha como ser outro né gente,?! Tanto que antes de escrever esse post eu fui assistir ao filme duas vezes! Sim, duas. À priori foi por causa do final, mas aí eu encontrei Maraíse depois da sessão e ela como já havia assistido, me lembrou do que acontece no final, no livro. Pessoas, eu li esse livro duas vezes ~em 2013~, mas como ele não é o meu preferido da trilogia, não me preocupei tanto em reler agora para o filme (deveria talvez). 
No entanto o lado bom que eu não tenha lido, foi porque as memórias sobre o livro ficariam recentes e eu ia acabar sendo como aquele povo chato que assiste e já vai apontando os erros, sem aproveitar o filme ~sou dessas pessoas de vez em quando~ só que com esse filme eu não quis ser assim. Eu meio que quis esquecer o Christian Grey do livro pra conhecer o CG do filme. Desculpa, mas pra mim são duas pessoas completamente diferentes. Que o Jamie Dornan incorporou o personagem isso ficou T-R-A-N-S-P-A-R-E-N-T-E. Até a Dakota Johnson fez um bom trabalho. Sei lá, a Ana pra mim é meio sem graça nesse livro, então... Bom, vamos ao que interessa!*
 
*O CONTEÚDO DESTE POST CONTÉM SPOILERS ( DO LIVRO E DO FILME), SENDO DE TOTAL RESPONSABILIDADE SUA A CONTINUAÇÃO DA LEITURA DO MESMO!  

Vocês querem saber se eu gostei do filme, certo? Sim! Então, eu gostei. Ficou um filme preciso... Essa é a palavra pra descrever Cinquenta Tons de Cinza (que eu ainda acho que deveria se chamar Cinquenta Tons de Grey). Não ficou intenso como o livro, mas ficou na medida. O Grey do filme é mais sério, você consegue enxergar com muito mais clareza que ele tem problemas sérios. Ou não. Talvez as pessoas tenham focado tanto no quão gostoso ele é, que deixou de perceber isso. Se bem que eu só notei muitas coisas, já na segunda vez que assisti, principalmente as marquinhas no peito. Hahahaha
Eu ainda não superei aquela calcinha "uó" que Ana usou gente, sério! De verdade que ela usou aquilo? Eu no lugar dele teria brochado! Produção ninguém é obrigado a ver aquela calcinha 'de vó'. Ainda não entendi como que ela foi encontrar ele usando aquela peça. Aaa Lailie ela era virgem... Sim, mas isso não justifica, a escolha! 
Passando essa parte da calcinha... Eu amei que tocou Sia nessa cena, mas confesso que Salted Wound deveria ter tocado na cena que ele fala sobre a progenitora dele, enquanto ela dorme ou na cena que em eles saem depois de jantar com a família dele. Principalmente por causa desse trecho ~traduzido~ da música: "Diga a ela como você se sente. Faça os discursos que ela precisa ouvir, dê seu coração e diga "venha pegar". E ela verá que você é um bom homem..." Trilha sonora pra mim é coisa séria! É a coisa que eu mais observo quando assisto a um filme e a seleção de músicas que tocam durante as cenas é importantíssimo. Para vocês entenderem como que funciona a história toda, pelo menos pra mim a trilha sonora diz mais que o próprio filme em si. 
AH! Duas outras coisas que eu senti falta no filme: a cena do sorvete de baunilha (um sorvete de baunilha nunca mais foi apenas um sorvete de baunilha pra mim) e o sexo oral na cena que antecede a chegada da mãe dele. Desculpa, se tem crianças que leem minha coluna, mas não posso deixar de falar sobre isso. Foi algo marcante, afinal ela era virgem e ele se sente orgulhoso do desempenho dela para uma primeira vez. E no filme não colocaram essa cena, para mim pecaram aí. Sem contar naquela visita de médico da mãe dele né?! A atriz apareceu o que uns 5 minutos contando todas as cenas do filme? Acho que foi bastante! Não só sobre a mãe, como a família toda... 
Sobre as cenas no "quarto vermelho da dor" devo dizer que foram na medida, não é porque no livro é puro erotismo que no filme tem que ser né? Não se trata de um filme da indústria pornográfica e sim um thriller psicológico, disfarçado de romance erótico para vender mais! Por falar nisso, só eu reparei que ela tinha orgasmos com ele apenas suspirando? Whatever! 
Esse filme foi bem cômico, por sinal. Não imaginei que riria tanto. Acho que o fato de Ana ser desastrada, me lembrou uma amiga que é tão estabanada quanto. E eu olhava para cena e via ela falando pra mim e eu ria dobrado. E ela tem cenas que ficava com cara de retardada, pronto aí que eu ria mais ainda! Por falar nela, em vários momentos do filme, ela chegou a me lembrar a Alexis Bledel, foi uma coisa que eu reparei para perguntar aqui, se só eu observei isso? 
E o final... Bem, foi por causa dele que eu fui ao cinema duas vezes em um intervalo curto de tempo. Mas não falarei aqui o motivo, afinal ainda tem pessoas que não foram assistir e seria injusto mais um spoiler com elas, ainda mais se não tiverem lido o livro. 
Isso, era outra recomendação que eu ia fazer: Se você não leu o livro, em várias cenas seu cérebro vai ficar se perguntando o que acontece. Então, vocês que ainda não foram e não leram, acho válido ir com alguém que já assistiu e já leu a trilogia pra explicar algumas coisas pra vocês. Porque as chances de não entender os propósitos dele são enormes. 
Por exemplo, na segunda vez eu fui com amigas e como nenhuma delas tinha lido a trilogia, ficou bem mais fácil de eu entender as coisas que tinha deixado passar na primeira, explicando para elas o que acontece e o melhor tentando deixar claro que ele não é uma pessoa ruim, só quer se vingar ~por meio do sexo~ das agressões físicas e psicológicas do passado. Sabe aquela história de dar amor sem receber até que uma hora você cansa e quer fazer com as pessoas o mesmo que fizeram contigo? Então, para mim esse é o Christian Grey! 
   
Então pessoas, por hoje é isso. Eu sei que o post ficou longo, mas eu tinha que falar minhas impressões sobre esse filme, perdoe-me com os spoilers, vocês que ainda não assistiram. Já para os que assistiram, comentem comigo também sobre as impressões de vocês. 

Um beijo enorme e até a próxima! 






PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL