twitter
RSS

Resenha: Ser feliz é assim- Jennifer E. Smith

>> quarta-feira, 31 de dezembro de 2014


Olá pessoas!!
Hoje eu venho aqui pra falar desse livro, que caiu de pára-quedas em minhas mãos, mas foi um presente porque eu me envolvi com os personagens de tal maneira... Acho que se eu falar que no primeiro momento que peguei pra ler, só consegui parar quando estava quase chegando na metade, vocês acreditam? Pois bem, foi exatamente isso que aconteceu!! O livro é dividido em duas partes. À priori eu fiquei sem entender o porque da divisão, mas conforme eu fui lendo, entendi.

Tudo começa quando Graham envia um e-mail por engano e quem recebe é Ellie, nisso eles passam a conversar e acabam se tornando muito amigos. Para Graham essa amizade é o que mantém ele relaxado, o que faz ser ele mesmo, esquecendo o que é ser um jovem astro de Hollywood. Para Ellie ele era o amigo que ela poderia contar sobre os seus sonhos, as coisas que valem a pena fazer na vida, compartilhar com alguém coisas sobre si sem se preocupar com possíveis julgamentos. Mas ela não faz a menor ideia que a pessoa do outro lado. Até porque na cabeça dela, ele é um adolescente americano qualquer de 17 anos que tem problemas como todo adolescente,  que passa ou já passou pelos mesmos dramas dos quais foram compartilhados com ele.

A questão é que Graham não sabe o que são esses dramas ou ser um adolescente que tenha um, aos olhos de todos a vida dele é maravilhosa, mas em contrapartida ele é solitário. Vive na companhia de um porco de estimação em Los Angeles, seus pais se mantém afastados por não se ajustar a essa vida de celebridade que ele vive. Não tem amigos... Até que surge Ellie. Que tem um segredo, do qual ela faz de tudo para manter escondido, principalmente porque é algo que ela e a mãe vem guardando há tempos.

Então, eis que o destino (não sei se é bem essa a palavra que eu devo usar) quem for ler ~ou já leu~ vai me entender, entra em ação e une os caminhos de Graham e Ellie de uma forma bem inusitada, ambos passam a acreditar que entre eles há sentimentos, mas também nesse primeiro momento acreditam que não possa ser recíproco... Após o primeiro encontro a história vai se desenrolando com mais intensidade e você fica torcendo para que eles fiquem juntos, pra que eles quebrem as barreiras que impeça isso acontecer. Pois para piorar a situação entre eles, a mãe de Ellie não é à favor que eles se envolvam, também tem o empresário de Graham que também não concorda... Enfim é como se eles tivessem nadando contra a maré...

* Tem a "pausa" para a parte 2 do livro e enquanto estava escrevendo essa resenha escutei a música Every Breaking Wave, do U2 e me lembrei dessa transição do livro e é uma super dica para quando chegar nessa parte.

A partir da segunda parte só lendo pra vocês descobrirem o que acontece, porque senão estragaria a surpresa, mas posso garantir que é uma leitura que não decepciona, é uma história de amor adolescente que muitos adultos podem se identificar, eu encarei esse livro como uma válvula de escape dos outros gêneros que eu estive lendo recentemente, não é água com açúcar, não é fantasioso, mas te toca, dá vontade de voltar a ser adolescente e ter um romance de verão igual ao deles. Esse é o primeiro livro da Jennifer que eu leio e particularmente gostei da forma como ela conduz a história fazendo você sentir os personagens. Enfim, para quem ainda não leu é um livro que vale a pena ser colocado na lista e pra quem já leu comenta comigo o que achou.

















PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL