twitter
RSS

Resenha: Primavera Eterna - Paula Abreu

>> sexta-feira, 7 de novembro de 2014


Esse livro eu o encarei como "válvula de escape", por quê digo isso? Simplesmente porque eu o li em apenas 4 horas. Não foi meu recorde, mas para minha mãe que estava junto comigo foi uma surpresa. Recomendo que leiam ele quando forem à praia ~foi o que eu fiz~, quando forem dar uma voltinha no parque, no ônibus indo ao trabalho, faculdade, escola... Ou até mesmo quando forem viajar para algum lugar perto. Enfim, ele é um livro curto e também é bem escrito. Tem uma história engraçada, que mescla acontecimentos do presente com os do passado. 

Eu só fiquei me perguntando se alguém na vida real faria o que a Maia fez ~acredito que não~ mas ela fez! Resolveu de última hora que viajaria para Nova York para encontrar alguém que ela não via há mais de 13 anos. Esse 'alguém' é Diogo, sua paixonite aguda da adolescência, que ela conheceu num dos fins de semana que ela passava no interior do Rio no casarão da família. Então foi aquela coisa: a gente brincava no quintal, passava o dia inteiro nisso, depois que voltava pra suas casas mantinham contato por telefone, até o dia que se encontrariam de novo. A ordem certa seria essa, certo? Errado para Maia e Diogo! Eles até seguiram o roteiro certinho até a parte de manter contato por telefone, só que o destino (aaaah o destino!) resolveu mexer nisso. O pai de Diogo foi transferido para trabalhar em Nova York, sendo assim ele se mudou sem nem ter tempo de se despedir de Maia.

Só posso dizer que a menina sofreu, teve direito a uma fossinha adolescente e tudo! Depois de um tempo ele foi passar as férias no Rio e ligou para ela (isso já com uns 17 anos mais ou menos) e combinaram de se encontrar na Estação de metrô, nem preciso falar no que isso resultou... Passado alguns anos e alguns projetos de namorados... Ela já está formada, trabalha numa agência de publicidade e é uma das melhores profissionais do ramo. Eis que resolve inventar uma desculpa esfarrapada para o namorado, pede férias antecipadas no trabalho, tudo isso para finalmente rever "o amor da sua vida", Diogo. Eu ainda achei uma verdadeira maluquice ela fazer algo do gênero né?! Mas quem manda no coração? Ninguém!! Depois de chegar lá eles combinam de se encontrar, até que ela começa a achar que ele vai dar outro furo. Até porque marcaram numa Estação de metrô ~de novo~. Eu já pensei logo que isso tinha tudo para dar errado, se na estação no Rio foi difícil , imagina em Nova York gente! Porém, dessa vez não teve furos, ele apareceu! Portanto, eu não vou contar como foi, pra não estragar o ápice do livro. Mas ela faz uma pergunta dentro do voo indo pra NY, que talvez você que esteja passando por isso ou já tenha passado também se pergunta (ou não):
" É o nosso primeiro amor que nos move por toda a vida? A pergunta estava lá,estampada, me encarando, como um desafio. Passei as horas que faltavam para o fim da viagem pensando nela. Se a resposta fosse sim, que peso teria aquele amor não realizado na minha vida? Por outro lado, se a resposta fosse não, que diabos eu estava fazendo dentro de um avião, atravessando o continente para ver Diogo?" Pág. 63.
Essa pergunta é boa, porque todo mundo sempre acha que o primeiro amor é aquele que vivenciamos na adolescência. E posso dizer que essa é uma lógica errada. Sabe por que? Se o nosso primeiro amor for o que realmente nos move por toda a vida, sendo óbvia, vai ser aquele que não vai permitir que exista outro, não é isso? E te garanto que talvez aquele da adolescência não se encaixe bem nessa categoria. Claro que como tudo nessa vida, há exceções! Então será que para Maia essa minha teoria fez sentido? 

Se fez sentido ou não, vocês vão descobrir! Mas garanto que ela aprendeu muitas coisas nessa ida à NY. Principalmente sobre deixar seu coração falar mais alto, seguir os seus instintos e como ela deve conduzir sua vida desse momento em diante. Por ter sido um livro curto e de leitura rápida, eu não poderia ter lido em momento melhor. Se você estiver com dúvidas sobre várias coisas na sua vida, como por exemplo amor, carreira, ou até mesmo sobre alguma outra coisa na sua vida que esteja te deixando insatisfeita (o), este é o livro! E ele é relançamento de comemoração aos 10 anos de lançamento do mesmo... (e sim, ele tem continuação! Mas essa já é uma outra resenha...)


 Bom meus amores, eu espero que tenham gostado e um grande beijo pra vocês!


PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL