twitter
RSS

Hércules - Frauke Scheunemann

>> sexta-feira, 24 de janeiro de 2014


“...minha mãe explicou que, os humanos dizem o contrário do que pensam, e isso para deixar claro que o que dizem não é absolutamente o que querem dizer. Coisa de louco não?” pg. 45

Basta olhar para a capa deste livro e ver a carinha fofa de Hércules para ter vontade de começar a ler! Mais que isso: dá vontade de levá-lo para casa!

Pra começar, a história é contada pelo próprio Hércules, o que já me agradou de cara! Ele é um lindo filhote mestiço de dachshund que vivia num abrigo de cães até ser adotado por Carolin. Na verdade, antes dele ir parar no abrigo, ele vivia num castelo, se chamava Carl-Leopold e achava que tinha uma linhagem pura. Mas mesmo sendo mestiço, exibe algumas das maiores características dos daschhunds: é sociável, adora caçar, e tem perninhas curtas (que não o impedem de fazer peraltices).

Carolin mora com Thomas (que não mostra nenhuma simpatia por Hércules) e, juntamente com seu sócio Daniel, trabalha consertando e restaurando violinos em um ateliê embaixo do apartamento dela. Uma porta do ateliê dá para um jardim e é lá que Hercules passa boa parte do seu tempo com Sr. Beck, seu novo amigo felino, e onde tramam os planos para ajudar Carolin a encontrar um novo amor, depois que ela descobre que está sendo traída e expulsa Thomas de casa.

É delicioso ver como a cabecinha de Hércules funciona, como ele vê e imagina as coisas que os humanos fazem, a maneira como ele analisa e trama suas travessuras. E os conselhos do Sr. Beck são ótimos e têm sempre um fundo de verdade!

“- Hércules, pensei que, nesse meio-tempo, você já conhecesse os humanos melhor. Trata-se aqui de uma questão do coração. Nenhum humano gosta de admitir que está completamente apaixonado. Preferem fingir que não há problema algum. Já lhe expliquei isso uma vez: o outro nunca pode saber quanto você ama. Essa é uma regra pétrea. Do contrário, você está perdido” pg. 205

Dei muitas gargalhadas com as confusões que Hércules apronta, como quando ele entra no quarto do casal após ouvir uns barulhos estranhos, vê Thomas em cima de Carolin e acha que eles estão passando mal. Na verdade eles estão fazendo sexo, e Hércules rapidamente sobe na cama para “ajudar a pobre Carolin que está sufocando e Thomas está se contorcendo de dor” interrompendo tudo, bem na hora “H”!

Hércules: O Cupido de Quatro Patas (Jangada, R$34,90, 288 páginas) é um livro muito divertido, não só para quem gosta de animais, e que vale a pena ser lido!!

"Não entendo por que se perde tanto tempo com coisas que já não podem ser mudadas. Seja como for, nisso os humanos são verdadeiros mestres. E se? Uma pergunta que nenhum cão em sã consciência jamais se faria" (pág 189)








PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL