twitter
RSS

Uma questão de segundos - Harlan Coben

>> sexta-feira, 19 de julho de 2013






“There's always a price you pay when you lie. Once you introduce a lie into a relationship, even for the best of intentions, it is always there. Whenever you’re with that person again, that lie is in the room too. It sits on your shoulder. Good lie or bad lie, it's in the room with you forever now. It's your constant companion” (para traduzir)

Como comentei na resenha que fiz do livro Refúgio (leia aqui), assim que terminei de lê-lo, fiquei extremamente ansiosa para ler o próximo que, na época, ainda não havia sido lançado aqui no Brasil. Mas pensei: “ok, eu espero”. 

Não consegui esperar. A curiosidade foi bem maior do que a minha paciência e, no dia seguinte, peguei uma versão para ipad, em inglês (título original Seconds Away), e iniciei minha leitura! (Mas esperei a Editora Arqueiro publicar aqui no Brasil para postar minha resenha.)

Muitas vezes nos empolgamos com o primeiro livro de uma série e a sequência não é assim tão boa. Mas não foi isso que aconteceu. Uma questão de segundos, de Harlan Coben (Arqueiro, 224 páginas, R$ 24,90) me prendeu da mesma maneira que Refúgio

O livro começa exatamente do ponto onde o anterior parou. Não há saltos no tempo, o que achei bem interessante. Nele, Mickey Bolitar, sobrinho do nosso adorado Myron, continua firme, forte e mais corajoso do que nunca, em sua busca para desvendar os mistérios que rondam a morte do seu pai, e o que tudo isso tem a ver com a senhora misteriosa que Mickey descobre ser Lizzy Sobek, uma sobrevivente do holocausto. 

Neste livro, Mickey e seus inseparáveis e divertidíssimos amigos Colherada e Ema, estão cada vez mais unidos, e juntos eles tentam descobrir porque a colega deles, Rachel, levou um tiro e teve a mãe assassinada, e se o misterioso chefe de polícia, Ed Taylor, está por trás de todas estas confusões. 

Uma coisa que gostei bastante neste livro foi o jeito carinhoso e protetor de Mickey com Ema. O que no livro um ele desconhecia sobre ela (onde morava, o significado de tantas tatuagens em uma menina tão jovem, quem são seus pais...) vai sendo, aos poucos, desvendado, enquanto a cada dia eles se tornam mais próximos. Será que haverá algum romance entre Mickey e Ema, ou quem sabe Rachel, mais pra frente? Eu gostaria que sim.

“Ema was not what one would call conventionally beautiful, but when she looked at me like she did now with her big brown eyes, with all the concentration and caring emanating from her face, there was something almost celestial about her.” (para traduzir)

Não posso entrar em muitos detalhes porque muitos podem não ter lido ainda o primeiro livro. Mas posso garantir que, pra quem gosta de mistério e aventura, esta é uma série imperdível! 

Diferente da série Myron Bolitar, em que o leitor não precisa, necessariamente, seguir a ordem dos livros, já que as histórias são, de certa forma, independentes, nesta série sobre Mickey existe uma ordem que precisa ser seguida.

Agora não tem jeito, vou ter que segurar a minha ansiedade e esperar que Coben não demore muito pra escrever o terceiro! 

Série Mickey Bolitar:
1. Refúgio
2. Uma questão de segundos




CLÁUDIA VASCONCELOS
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL