twitter
RSS

Febre de Sangue - Karen Marie Moning

>> quarta-feira, 8 de agosto de 2012



- A vida não é justa, Srta. Lane.
E você está enterrada até o pescoço em crimes.
Supere isso.
pág. 118



MacKayla Lane continua sua vingança para descobrir que matou brutalmente sua irmã, juntamente com o enigmático e misterioso Jericho Barrons. Em Febre Negra (leia primeiro!), Mac descobriu que foi adotada, ela era uma descendente poderosa das sidhes videntes e tanto ela quanto sua irmã são  espécies quase em extinção; elas são Nulls, além de ver os seelies e unseelies – como são chamados os encantados -, elas também têm o poder de paralisá-los temporariamente, o que é ótimo quando estão em perigo e precisam fugir. E, além de tudo, Mac é uma ‘detectora’ de artefatos místicos antigos, por isso Barrons precisa dela. Eles se ajudam mutuamente, numa espécie de acordo torto.

O poder existe. Se você não usa, alguém usará. A criação é boa. A destruição é má. Este é meu alicerce.
Pág. 271

Depois de quase morrer e matar vários unseelies de vez, Mac está sendo perseguida e precisa tomar mais cuidado do que nunca e, claro, continuar a buscar os artefatos e o Sinsar Dubh - relíquia unseelie escrito em uma língua conhecida só pelos mais antigos de sua raça, que contém a magia mais mortífera de todas, dentro de suas mágicas páginas criptografadas – e assim conseguir descobrir o motivo de sua irmã ter ido para Irlanda e ter sido assassinada.

Mac e Barrons vivem numa relação de amor e ódio... mais ódio do que amor, mas quando Mac é trancafiada numa cova, torturada e golpeada até quase a morte, Barrons deixa cair um pouco de sua arrogância natural e quase podemos sentir seu sofrimento. Seu coração, ao que parece, não é feito de pedra.

Febre de Sangue, de Karen Marie Moning (Novo Século, 296 páginas, R$ 34,90) faz parte de uma sedutora série sobrenatural. Se passando numa Irlanda infestada de seres estranhos, passando dos homens cinza com carne putrefata ao enigmático príncipe Fae , V’Lane – que mata os humanos por tensão sexual... digamos que quando ele faz sexo com um humano, o orgasmo é tão violento que a pessoa morre, literalmente, de prazer –,  Febre de sangue consegue agradar aos fãs dos mais variados gêneros. Tem parte policial, romance, cenas hots, muita ação e, claro, tem todo um ar enigmático, sombrio e misterioso. Você ri das tiradas sarcásticas, chora com as ilusões criadas por V’Lane e... (Momento suspense, rs. Usem a imaginação :/)

Um príncipe Fae nu é uma visão que torna todos os outros homens eternamente inadequados.
Ele caminhou em minha direção.
Tremi. Ele ia me tocar. Oh, Deus, ia me tocar.
Pág. 154

Um ponto a se destacar: em todos os volumes há um glossário, então não tem como se perder com os termos utilizados e a autora ainda explica qual a pronúncia correta.

Os personagens são um show à parte. Mac, que era a personificação da Barbie, nesse livro cresceu. Ela está mais direcionada na sua missão, esqueceu um pouco das futilidades – mas ainda continua vaidosa – e passou a prestar mais atenção ao seu redor. Deixou de ser a vítima medrosa para ser a lutadora agressiva, ela poderia morrer, mas morreria tentando viver. Barrons continua como sempre com a aura negra, Atitude é seu primeiro nome e Foda-se é o último, mas a autora mostrou um pouco mais de sua humanidade. Ele se preocupa com Mac e matará qualquer um que ousar tocar nela. E a pergunta que não quer calar é: O que/Quem ele é afinal?

Confesso que gostei mais de Febre Negra, pelo fato da história ser conclusiva. Em Febre de Sangue, Mac continua a vingança, faz novas descobertas, mas com várias peças soltas para serem encaixadas no próximo volume. Essa série é ótima e agora precisarei esperar um tempinho até o lançamento do volume três :( Isso é frustrante, mas também significa que a autora está fazendo seu trabalho direito.

Há novos personagens e a Srª Moning nos deixa mais curiosos ainda. Um desses novos personagens é Dani. Ela é uma jovem sidhe que possui uma velocidade sobre-humana (como o The Flash), é assassina de Faes e irmã de vingança de Mac. Pelo visto, ao longo dos quatro volumes, esta personagem deverá crescer, o que estimulou a autora a lançar um spin-off da série Fever, tendo Dani como protagonista.

A autora até comunicou que depois que terminar a trilogia da Dani, voltará a escrever a série Fever e pretende lançar mais cinco volumes, ou seja: mais Barrons na veia! rs. E falando em Barrons, esse personagem ganhou um concurso de melhor macho alfa. Por isso, a autora resolveu nos presentear com um bônus e reescreveu uma cena de sexo, presente em Febre Negra, sob o ponto de vista de Barrons. Vocês podem encontrar no site da autora!!! Só digo uma coisa, uau.


Crônicas de Mac O'Connor - Série Fever:
1. Febre Negra
2. Febre de Sangue
3. Faefever
4. Dreamfever
5. Shadowfever


Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL