twitter
RSS

Assassin's Creed: Renascença - Oliver Bowden

>> quinta-feira, 26 de abril de 2012





A proficiência de Ezio na arte de matar só era equiparada
à determinação fria e metálica com que ele realizava
 o dever de seu chamado.
Pág. 212


Como se não bastasse viciar tanto nos games, temos em livro também Assassin's Creed: Renascença, de Oliver Bowden (Galera Record, 378 páginas, R$ 32,90), que  é baseado no segundo jogo da franquia. O personagem principal se chama Ezio Auditore, filho de um banqueiro rico de Florença, ele tem três irmãos, sendo que o mais velho é o mais apegado, por acompanhá-lo e protegê-los das confusões que ele arruma na cidade. Ezio não quer seguir a carreira de banqueiro mas também não sabe o que quer da vida. Ele não é um rebelde sem causa - Ezio até ajuda seu pai fazendo alguns serviços para ele, como entregar cartas e documentos.

Certo dia, ao voltar de uma missão super importante dada por seu pai, ele encontra a casa da família toda escura e bagunçada, ao adentrá-la correndo, encontra sua mãe e irmã feridas no chão. Seu pai e os dois irmãos foram presos, até mesmo o caçula de pouca idade, acusados de traição contra a cidade. Tudo não passa de uma conspiração contra a família Auditore, por motivos que só vamos descobrir com o decorrer da história.

Julgados injustamente pelo melhor amigo da família, Alberti, numa cena muito triste (que na minha opinião justifica tudo o que Ezio fará daqui por adiante) seu pai e seus irmãos são enforcados em praça pública. Felizmente Ezio consegue escapar, a partir daquele momento ele se tornada um homem completamente diferente. Ele jurou vingança a Alberti por sua traição, o ódio se arraigou em seu coração, sua vida se concentraria em honrar o nome da família Auditore.

Ele e sua família é recebida por seu tio, Mário, numa cidade vizinha. É por meio dele que Ezio se especializa na luta pela vingança, aprende muitas técnicas de combate com treinamentos árduos e também conhece o Credo dos Assassinos e sua rixa com os Templários, seus inimigos mortais ao longo dos séculos. Logo ele descobre que sua vingança vai além de Alberti; sua luta agora também é contra os Templários, que possuem um plano macabro para dominar o mundo.

O livro é ótimo, a leitura flui muito bem, de maneira bem veloz. O enredo é super interessante e os personagens também. Pude aprender algumas palavras em italiano e latim, já que várias dela não foram traduzidas (não sei o motivo). O livro também contém muitos personagens, muitos mesmo, mas você não chega a se perder, por dois motivos, um é que você conhece o personagem em um capítulo, no outro Ezio já o matou; outro motivo é que no fim do livro há uma lista com o nome de todos, além de um descrição sobre cada um; caso você esqueça de alguém, basta ir lá e pela descrição logo saberá quem é. Amei isso, me ajudou a memorizar todos eles. E quase ia esquecendo, no fim do livro também tem um glossário com todas as palavras usadas em latim e em italiano.

A única coisa que achei negativo no livro foram alguns erros, não sei se são na impressão ou na revisão, alguns travessões não aparecem, outros estão pela metade. Algumas palavras também aparecem com um espaçamento maior que o necessário. Ainda assim, esses não são motivos para deixar de comprar esse excelente livro que indico a todos que gostam do tema. 

Em breve teremos a resenha de Assassins' Creed: A Irmandade, que pretendo ler em seguida.


Série Assassin's Creed
1. Renascença
2. A Irmandade
3. The Secret Crusade
4. Revelations
--
Não sabe como participar da premiada Semana Galera Record? CLIQUE AQUI e não fique de fora!


LAERTE LOPES

PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL