twitter
RSS

Bela Maldade - Rebecca James

>> quarta-feira, 23 de novembro de 2011

 
 
Resenha by Kitty Gabe:
 
Eu vou ser má e mostrar porque eu fiquei alucinada, há muito tempo atrás, quando li aquelas poucas páginas que a Amazon deixa disponível no site.

Não fui ao enterro de Alice.
Eu estava grávida na época, enlouquecida e desesperada de dor. Mas não era por Alice que eu sofria. Não, eu a odiava naquele momento e estava satisfeita com a morte dela.
...
O problema é que às vezes eu a vejo. Levo apenas um instante para lembrar que ela está morta e enterrada, que não pode ser ela, mas tenho de me forçar a chegar mais perto, a me certificar de que seu fantasma não está me assombrando.
...
Eu deveria ter ido ao enterro. Não teria precisado chorar nem fingir desespero. Poderia ter rido amargamente ou cuspido na cova. Quem se importaria? Se eu ao menos tivesse visto baixarem o caixão à sepultura, jogarem terra no túmulo, teria mais certeza de que ela realmente está morta e enterrada.
Eu saberia, no meu íntimo, que Alice desapareceu para sempre.
Págs. 7-8

Sentiu o murro na cara logo nas primeiras duas páginas? Agora imagina o resto do livro. É como se você estivesse esperando um acidente de caminhão acontecer, mas não consegue despregar os olhos.

É uma trama psicológica muito bem construída, com um final impactante (eu chorei pacas, e como tô queimada, vou te dizer, isso dói!). Apesar do prólogo mostrar um vislumbre do que te espera são tantas perguntas que vão surgindo que você fica especulando o tempo todo. Muito tenso! Volta e meia eu lembrava daquele filme com a Leighton Meester, Colega de Quarto (The Roomate), só ficava esperando a Alice pegar uma machadinha ou algo no estilo. rsrs!!

A Alice (tem até uma brincadeira com o nome do livro em inglês Beautiful Malice) é linda, popular e extremamente encantadora e Katherine Patterson, uma garota nova na cidade que está fugindo de uma tragédia em seu passado, se surpreende quando ela quer tornar-se sua amiga.

Algumas vezes você deve ficar se perguntando ao ler o livro, "mas como não percebem que a Alice age assim" e tal e tal, mas existem pessoas que exercem tal poder sobre você, tal fascinação que você não consegue se desligar.

Ela é como uma droga. Nunca tomo o bastante. - Ele parece triste de repente. - Sei que ela me faz mal, sei que nunca serei feliz com ela, mas não consigo me controlar. Não importa o que faça comigo, eu simplesmente volto pedindo mais. - Ele dá de ombros e desvia o olhar. - Tenho um vício. Sou viciado em Alice.
Pág. 55

O livro tem três tempos contados em primeira pessoa e os capítulos são alternados pelo ponto de vista desses três tempos. Um, conta a história do que aconteceu quando ocorreu essa tal tragédia, o segundo, dois anos depois, conta o relacionamento de Katherine com Alice e o terceito tempo, cinco anos depois que Katherine conheceu Alice. São capítulos curtos e muito dinâmicos, deixando você desesperado por mais.

Nem sei mais o que falar, não quero entregar demais. Mas Bela Maldade, de Rebecca James (Intrínseca, 304 páginas, R$ 24,90), é um MUST, obrigatório! Super recomendo!!!

Abaixo três capas em inglês, algumas são americanas e outras inglesas. Ah, e a capa em português tem o mesmo efeito da vermelha, a parte prateada é holográfica e ainda tem mais arame farpado em verniz.

 Photobucket
PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL