twitter
RSS

Sangue e Chocolate - Annette Curtis Klause

>> segunda-feira, 3 de outubro de 2011




O que tem o gosto mais doce? Sangue ou Chocolate?
"Gabriel palpitava vida. Ele era sangue doce após uma longa caçada.
Já os beijos de Aiden eram deliciosos e suaves como o conforto breve de um chocolate."
Pág 253

Ela é jovem e linda. Fartos cabelos castanhos. Pele bronzeada. Uma autêntica loup garou. Vivian Gandillon é o que chamaríamos de mulher-lobo.

Com a morte de seu pai, líder da matilha, Vivian, a mãe e seu grupo são obrigados a se mudarem para uma nova cidade. Subúrbio de Maryland é o destino. Para se adequarem à vida humana, Vivian – que tem 16 anos humanos – estuda e trabalha numa loja de chocolates. Mas é preciso escolher um novo líder. Um ordálio será formado. O lobo mais forte será o líder.

Como por trás de todo líder existe uma grande mulher, uma luta entre as fêmeas será travada, a mais forte será destinada a ele. Vivian não quer entrar na luta. Ela quer o direito de encontrar seu parceiro. Infelizmente nenhum homem-lobo a excita.

É no colégio que ela encontra o que pode ser sua alma gêmea. Aiden escreve poemas, sonha com o místico. Ele a entende como nenhuma outra pessoa consegue. Ela quer realizar seu sonho, mostrar que o místico existe. Ela quer se transformar para ele e assim provar que seu amor é verdadeiro.

Mas, assassinatos começam a vir à tona. A polícia acredita que há algum animal feroz à solta. Todos estão em pânico. Quando Vivian finalmente decide mostrar sua magia para Aiden, ele reage da pior forma possível. Acredita que ela é um monstro que anda matando humanos, e por amor, a matará para salvar a humanidade e a livrar desse tormento. Ele entendeu tudo errado!

“Você é um covarde”, disse Vivian. “Eu pensei que você fosse diferente do resto, cabeça aberta, mas você é igual aos pais que você despreza. Foge ao primeiro sinal de algo incomum. Você espalha mentiras sobre mim e faz com que as pessoas me odeiem. Você tira os meus amigos. Você é o monstro, não eu. Eu só queria te amar.”
Ela tirou o colar que ele havia dado a ela e entregou a ele. “Talvez você me tenha feito sua vítima.”
Pág. 189


Pra piorar, ela salva a mãe da morte – durante a luta para ser a esposa do líder - e acaba assim se colocando na mira de ser coroada. Gabriel, o novo líder, a perseguirá até que ela aceite seu destino. Nas sombras, ele a protegerá e zelará por sua vida. Mesmo que isso signifique vê-la com outro, com o humano que lhe destruiu o coração.

Sangue e Chocolate, de Annette Curtis Klause (Underworld, 254 páginas, R$ 39,90), é doce. Explosivo, sensual, saboroso. Vivian não consegue pertencer a nenhum mundo. Metade lobo, metade mulher. Ela quer o amor dos humanos, a sensualidade dos lobos.

Annette Curtis escreveu uma fantástica história de amor. Sangue e chocolate fala sobre virtude, lealdade entre família e a busca eterna pela felicidade. Recomendo!

O livro foi originalmente lançado em 1997 – no Brasil foi lançado esse ano, 2011 -, dez anos depois foi adaptado para o cinema. Assim que terminei o livro corri para ver o filme. Que decepção! O filme é horrível, mudaram todo o foco da história, locais, distorceram fatos, quem era bom virou ruim e vice versa, mudaram o parentesco dos personagens. Bizarro! Como disse Eric Novello, tradutor e revisor do livro editado pela Underworld: "Esqueçam o filme, leiam o livro, é só o que eu tenho a dizer."




Photobucket

PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL