twitter
RSS

A Floresta de Mãos e Dentes - Carrie Ryan

>> sexta-feira, 29 de julho de 2011



No momento entre a morte de minha mãe e seu Retorno, 
eu paro de acreditar em Deus.
Pág. 23


Passamos toda nossa vida em busca da realização dos sonhos. Sonhamos em encontrar o amor e viver com ele, dentre diversos outros. Mas, sabe quando conseguimos tudo o que desejamos e, de repente, isso não é o bastante?

Estamos numa constante procura do ‘algo a mais’.

O mundo como conhecemos não existe mais. A população foi devastada por uma infecção que transformou os humanos em zumbis. Os poucos sobreviventes se instalaram numa colônia, totalmente cercados, protegidos dos Esconjurados (zumbis).

É terminantemente proibido sair das colônias. É quase viver dentre de uma bolha. Os jovens não conheceram o mundo antes do Retorno – nome dado ao período de sobrevivência após as primeiras infecções -, a colônia é tudo que conhecem. De geração em geração, a história contada é que eles são a única colônia de humanos e que tudo que existe detrás das cercas é um mundo povoado de Esconjurados.

Pausa: vocês podem pensar: parece com a cidade onde Tally (da série Feios) morava. Garanto que não se parece em nada!

A mãe de Mary lhe contava histórias sobre o oceano. Sobre uma imensidão de água salgada. Sobre uma época que não existia mais. Mary sonhava com o mar, sonhava com uma vida além da cerca. Sonhava com Travis, o prometido de sua melhor amiga, Cassie.

Mary acreditava em muitas coisas, até o dia em que ela parou de acreditar em Deus. Sua mãe chegou perto da cerca e foi infectada. Ela tinha duas escolhas: morrer ou ser jogada na Floresta de Mãos e Dentes. Ela escolheu ir para a Floresta, onde seu marido estava - isso se considerar que zumbis conservassem lembranças.

Tudo que restou a Mary foi seu irmão, Jed, seu amor por Travis e seu sonho de conhecer o mar, isso se ele realmente existisse.

Na colônia, uma mulher adulta tem três caminhos a escolher: servir à Irmandade (espécie de convento), ser uma solteirona criada por algum membro masculino da família ou ser Amarrada (casar). Lá, não há casamentos por amor. Há uma união baseada na procriação da espécie.

Mary ama Travis, mas fora prometida para seu irmão, Henry. Num momento, antes de ser prometida, ela vai pra Irmandade, lá descobre que Travis está hospitalizado e delira. É quando pode estar com ele, quando pode amá-lo sem ele saber.

Conto a ele sobre o oceano.
Nesses momentos sei que estou apaixonada por Travis. Só eu sei a dor que sinto de tanto desejo que ele fique bom novamente. Se pudesse tirar um pedaço da minha própria vida e dividi-la com ele para que ficasse melhor, eu não hesitaria nem por um instante. E não entendo como, dia após dia, posso entrar neste quarto, encostar meu rosto tão perto do dele que meus lábios roçam sua face e sua orelha, e ele não melhora.
...
É por isso que eu sei que jamais serei uma serva de Deus, porque nunca serei capaz de me entregar às Irmãs. Porque amo Travis demais para deixá-lo de lado.
Págs. 48-49

Para encurtar, os Esconjurados invadem a colônia. Mary, Jed, Travis, Harry, Cassie e um menininho que fora salvo, só têm uma saída – entrar no caminho escondido pelos Guardiões da colônia. E esperar.

A espera nunca acaba. A colônia não existe mais, até onde eles sabem são os únicos sobreviventes da face da Terra.

Na caminhada, Mary percebe que ama Travis mais do que qualquer outra coisa, mais do que o próprio Oceano. E Travis percebe que ele nunca será o bastante para ela, ninguém nunca será. Mary tem uma fome por ‘algo mais’. Mais conhecimento, mais amor, mais vida!

Ele fez uma pausa e posso ver lágrimas inundando seus olhos mais uma vez.
- Não posso ser seu sonho reserva.
Pág. 247

A narrativa de Carrie Ryan me lembrou muito a de Elizabeth Scott. Fiquei impressionada com a delicadeza da escrita e a profundidade dos personagens. Eu podia sentir a dor e a esperança dos personagens  no meu coração.

Tem livros que só dá para parar de ler  quando as páginas acabam. A Floresta de Mãos e Dentes, de Carrie Ryan (Underworld, 342 páginas, R$ 39,90) é um deles! Em determinadas cenas, minhas lágrimas caiam e eu pensava: ‘Oh meu Deus, porque isso teve que acontecer?’ Um filme passava na minha cabeça e era como se eu fosse um personagem e estivesse presenciando tudo ao vivo.

No fim, Mary descobre que o oceano não era uma utopia. Na verdade, Mary descobriu o ‘mais’ que ela tanto ansiava.

Super recomendo!!!

Série A Floresta de Mãos e Dentes
1. A Floresta de Mãos e Dentes
2. The Dead-Tossed Waves (a editora deve publicar até o fim do ano)
3. The Dark and Hollow Places
Também foi lançado um conto, spin-off da série, intitulado Hare Moon, a sinopse promete. Tomara que a Underworld publique!

Photobucket


PhotobucketRSS/Feed - Receba automaticamente todos os artigos deste blog. Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL