twitter
RSS

Atos de amor - Elia Kazan

>> terça-feira, 11 de agosto de 2009


Esse livro nem é hot, ele é praticamente um filme pornô em brochura, rs, é sério. Ethel, é praticamente uma prostituta, e adora sexo, seja com quem for. Vamos começar do início, só para vocês entenderem. Ethel está noiva de um grego, só que o pai dele é rígido demais, e viaja para conhecer a futura nora, e de cara não gosta muito dela. Enquanto isso Ethel resolve viajar para contar o mesmo a seu pai. No caminho para levar o noivo ao aeroporto, Ethel quer dar "uma rapidinha", palavras usadas por ela, mas ela está atrasada para pegar o vôo, e seu noivo não quer atrasá-la, então ela o relembra de como a rapidinha dentro de um avião certa vez foi boa [só que dessa vez a rapidinha seria num ferro velho ao lado do aeroporto], mas Ethel cometeu uma gafe horrível: o cara da rapidinha no avião era outro. Dai já sabem né? Ela viajou na seca, rs. Chegando na cidade do pai, Ethel resolve visitar um antigo namorado, e aff, nem vou descrever a cena de sexo deles, rs.

Depois de casada Ethel resolve visitar o sogro, no meio do caminho para numa oficina... e o que acontece?? Sexo com o mecânico, e nossa, o cara diz bem assim para ela: da próxima vez que for dar por ai, vê se se lava antes e coloca uma calcinha decente. Imaginem???

O marido de Ethel a trai, ela resolve ter um caso com o chefe, depois o caso com o terapeuta, depois tem um caso com um marinheiro, e por ai vai, até o sogro não fica imune, e quando percebe que a está tocando e aliciando, fica louco e ..... Bem, se eu contar o final estraga, rs.

Eu gostei, apesar de ser uma leitura bem diferente dos hots que eu leio.


Resumo:


NO JOGO DAS PAIXÕES A AFIRMAÇÃO DA VIDA E DA MORTE.


Perseguida pela solidão, Ethel Laffrey vive para o prazer. Em cada uma de suas experiências amorosas afirma sua maturidade. Passa de um amante a outro sem sentimentos de culpa. Mas não consegue estabelecer relações duradouras. Existe um permanente conflito entre seu comportamento e a moral sexual tradicionalmente aceita. O casamento com Teddy, um jovem grego, parece ser a solução para os valores de sua família e o ambiente em que vive. Teddy, porém, não pode ter filhos e Costa Avaliotis, seu pai, representa um mundo de rígidos valores patriarcais. Desaprovando a conduta da nora e, ao mesmo tempo, desejando-a, Costa acaba por provocar uma tragédia...

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Muito Obrigada pela visita, e te espero no próximo post!

Arquivo

Experimente!

Link-me

Creative Commons License
Menina da Bahia licenciada sob uma Licença Creative Commons

  © Menina da Bahia - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL